Onda Sul FM
MinasCap

Brasil terá mais de 1 milhão de casos de câncer até o fim de 2019, afirma Inca

A gerente Elizabeth Prates Ferreira Medeiros, de 53 anos, luta contra o câncer pela terceira vez desde 2006. O primeiro diagnóstico foi no intestino grosso. Curada, descobriu, em 2013, um novo tumor em outra parte do intestino. Venceu a doença mais uma vez.  Atualmente, trata do terceiro tumor, no intestino delgado, descoberto no ano passado.

Elizabeth não perde a alegria de viver, se diz otimista quanto ao tratamento e destaca a importância de se prevenir. “A prevenção é a chave contra o câncer, mas, se diagnosticado, as pessoas devem buscar assistência médica”, sugere.

Na Semana Mundial da Luta contra o Câncer, a Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta a população sobre a doença. Segundo dados da própria OMS, mais de 14 milhões de pessoas desenvolvem câncer no mundo.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), estima-se que neste ano sejam diagnosticados 600 mil novos casos da doença no Brasil, mesma projeção para 2019. Em 2018, os tipos de câncer mais frequentes identificados em pacientes de Belo Horizonte são de próstata, nos homens, e de mama, nas mulheres.

As principais causas da doença estão ligadas ao uso excessivo do cigarro e bebidas alcoólicas, sedentarismo, obesidade e má alimentação.

O oncologista André Murad ressalta que o diagnóstico precoce da doença é importante para o tratamento e aumenta a chance de cura. “É de extrema importância manter os exames em dia. Principalmente a mamografia e o papanicolau para as mulheres, dosagem do PSA e toque retal para os homens.” O médico ainda lembra que é possível evitar a doença com bons hábitos alimentares e atividades físicas regulares.

Via Itatiaia
Faça seu comentário usando o Facebook