Onda Sul FM

Economia

Maioria de reclamações contra bancos é sobre oferta de produtos e serviços

Maioria de reclamações contra bancos é sobre oferta de produtos e serviços

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
O Santander liderou o ranking de reclamações contra instituições financeiras no primeiro trimestre, informou hoje (16), em Brasília, o Banco Central (BC). Foram consideradas apenas as instituições com mais de 4 milhões de clientes. No período, o BC recebeu 1.135 queixas consideradas procedentes contra o banco, sendo a maioria relacionada à “oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada (246)”. Para elaborar o ranking, as reclamações procedentes são divididas pelo número de clientes da instituição financeira que originou a demanda e multiplicadas por 1 milhão. Assim, é gerado um índice, que representa o número de reclamações do banco para cada grupo de 1 milhão de clientes. O resultado é, portanto, avaliado pela quantidade de clientes de
Furnas paga R$ 2 mi por uso da água; Carmo do Rio Claro foi a cidade que mais lucrou

Furnas paga R$ 2 mi por uso da água; Carmo do Rio Claro foi a cidade que mais lucrou

4.5 - Carmo do Rio Claro, Cidades, Economia, Minas Gerais, Módulos, Notícias
A usina hidrelétrica de Furnas, subsidiária da Eletrobras, pagou R$2,16 milhões a seis municípios da região, no ano passado. O dinheiro é oriundo da Compensação Financeira pela Utilização de Recurso Hídricos (CFURH). O valor repassado é equivalente a cerca de 7% de toda a energia produzida mensalmente pela usina hidrelétrica, valorada pela Tarifa Atualizada de Referência (TAR). E repartida entre estados e municípios que tiveram parte de seus recursos explorados para fins de geração de energia. A compensação, que é repassada mensalmente, não pode ser usada para pagamento de folha de pessoal ou para quitar dívidas, exceto as contraídas junto à União. Dos valores pagos às cidades no entorno da represa, Carmo do Rio Claro foi a que mais lucrou, ao todo, foram destinados R$908.151,45 aos
Inflação em todas as faixas de renda acelera pelo quarto mês seguido

Inflação em todas as faixas de renda acelera pelo quarto mês seguido

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
A inflação para todas as faixas de renda acelerou pelo quarto mês seguido. O resultado foi divulgado com o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda, referente a março, divulgado hoje (12). As maiores contribuições para esse resultado vieram de itens que afetam mais as famílias de menor poder aquisitivo, como cereais (5,2%), tubérculos (18,7%), hortaliças (6,1%) e frutas (4,3%). Os preços dos alimentos foram os principais responsáveis pela inflação de 0,8% na classe mais baixa e responderam por 64% dessa variação total. Ainda que em menor escala, a alta dos transportes também impactou esse segmento, devido aos reajustes nas tarifas de ônibus urbano (0,9%) e de trens (2,1%). No acumulado do ano, a inflação das famílias de renda mais baixa apontou variação de 1,73%, com 0,24 pon
Atual situação do café deixa mercado congestionado

Atual situação do café deixa mercado congestionado

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
Os produtores de café têm negociado o produto quando necessário. Devido ao excesso de café no mercado e o baixo preço do mercado interno e no exterior o café tem caído muito nesse ano. O café arábica, o mais consumido no mundo, alcançou o menor valor em mais de 5 anos, segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada. "O mercado está no momento muito desencontrado, os preços que eles estão querendo pagar lá fora, no exterior, não bate com o que o produtor quer internamente. Existe ainda um estoque bastante grande com relação a essa safra, a próxima já está iniciando, já começam a aparecer alguns cafés novos da safra 2019/2020" afirma o presidente do Centro de Comércio de Café de Minas Gerais, Archimedes Coli Neto. Ainda de acordo com o Cepea, o valor médio da saca n
Indicadores do mercado de trabalho apresentam piora em último relatório

Indicadores do mercado de trabalho apresentam piora em último relatório

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
Os dois indicadores da Fundação Getulio Vargas (FGV) que analisam o mercado de trabalho apresentaram piora de fevereiro para março. O Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp) recuou 5,8 pontos, para 93,5 pontos em escala de zero a 200 pontos. Este é o menor patamar desde outubro de 2018. O Iaemp busca antecipar tendências do mercado de trabalho. O índice é calculado com base em entrevistas com empresários da indústria e dos serviços e com consumidores. Conforme o economista da FGV Rodolpho Tobler, o resultado mostra que os empresários estão mais cautelosos. O fato acontece após um período de aumento do otimismo. O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD), calculado com base na opinião dos consumidores sobre o mercado de trabalho atual, piorou 2 pontos em março. O indicador subiu par
Inserção no Cadastro Positivo fica mais fácil com nova lei

Inserção no Cadastro Positivo fica mais fácil com nova lei

5 - Região/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
O presidente Jair Bolsonaro sancionou hoje (8), em cerimônia no Palácio do Planalto, a nova Lei do Cadastro Positivo, que torna automática a adesão de consumidores e empresas ao banco de dados que já existe desde 2011, mas cuja participação dos clientes era voluntária. A matéria foi aprovada pelo Congresso Nacional no mês passado. O serviço do Cadastro Positivo é prestado por empresas especializadas, que avaliam o risco de crédito de empresas e de pessoas físicas com base em históricos financeiro e comercial. Atualmente, esse banco de dados reúne informações de aproximadamente 6 milhões de pessoas. A perspectiva, com a nova lei, que torna a adesão automática, é que alcance 130 milhões de consumidores, segundo o governo. Além do presidente, acompanharam a cerimônia os ministros da Eco
Prazo para empresas do Simples inscreverem empregados no eSocial está acabando; saiba mais

Prazo para empresas do Simples inscreverem empregados no eSocial está acabando; saiba mais

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
Os micro e pequenos empresários do Simples Nacional, que faturam até R$ 4,8 milhões por ano, devem ficar atentos ao calendário do eSocial. Termina nesta terça-feira (9) o prazo para cadastrar os dados dos trabalhadores no sistema e enviar as tabelas. A exigência também vale para empregadores pessoa física (exceto domésticos), produtores rurais pessoas físicas e entidades sem fins lucrativos. Segundo o Ministério da Economia, atualmente existem mais de 23 milhões de trabalhadores cadastrados na base do eSocial. Criado em 2013, o eSocial unifica a prestação, por parte do empregador, de informações relativas aos empregados. Dados como o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged); a Relação Anual de Informações Sociais (Rais); a Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia e de In
Cancelamento do horário de verão é confirmado pelo governo federal

Cancelamento do horário de verão é confirmado pelo governo federal

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (5) que decidiu não adotar o horário de verão este ano. Segundo ele, a decisão foi baseada em um parecer do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que aponta pouca efetividade na economia energética. "Ele [ministro] trouxe um parecer 100% favorável ao fim do horário de verão. No parecer dele, [o horário de verão] não causa economia [de energia] para nós e mexe no teu relógio biológico, então atrapalha a economia, em parte. E só temos o que ganhar, no meu entender, mantendo o horário como está", disse Bolsonaro, logo após participar da inauguração do espaço de atendimento da Ouvidoria da Presidência da República, no Palácio do Planalto. No ano passado, estudos da Secretaria de Energia Elétrica (SEE), do Ministério de Minas e Energi
Preocupados com o mercado, piscicultores de Capitólio organizam o setor

Preocupados com o mercado, piscicultores de Capitólio organizam o setor

5 - Região/MD, Capitólio/MG, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
Durante uma reunião durante a tarde da última terça-feira (2), na sede da Uaitec em Capitólio, participaram representantes do Sistema Faemg/Senar, Sindicato dos Produtores Rurais, Associação, Sebrae, Emater, Ameg, prefeitura e piscicultores que discutiram questões que envolvem a produção e a comercialização de peixes. O motivo da reunião foi a preocupação dos piscicultores com relação a cadeia produtiva e a comercialização do peixe em Capitólio. De acordo com o presidente da Associação dos Piscicultores, Wilson Antônio da Costa embora eles tenham os melhores produtos, a melhor tilápia da região, estão perdendo o valor de mercado para empresas de outras regiões, outros estados. Também, de acordo com a técnica do Sebrae Fabiana Santos Vilela destacou a necessidade de trabalhar a marca
Usina de Furnas pagou R$ 12,2 milhões de royalties por uso da água em 2018

Usina de Furnas pagou R$ 12,2 milhões de royalties por uso da água em 2018

5 - Região/MD, Cidades, Economia, Módulos, Notícias, São José da Barra/MG
A usina hidrelétrica de Furnas, em São José da Barra, MG, gerou R$ 12,2 milhões em royalties em 2018. O montante representa 10,7% de todos os royalties pagos nas 12 usinas do Sistema Furnas em todo o Brasil em compensação financeira pela utilização de recursos hídricos. O montante total foi de R$ 113,4 milhões, segundo a empresa. Conforme a Furnas Centrais Elétricas, o montante foi pago pela empresa à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Que distribuiu às administrações estaduais e 106 municípios de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso, além de órgãos do Governo Federal. Desde 2007, a companhia pagou cerca de R$ 2 bilhões para a Aneel pelo uso de recursos hídricos para geração de energia em todo o Brasil. Do total dos royalties gerados, 10% foram rep
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat