Onda Sul FM
Bloco Vermes

Courtois x Lloris: Duelo de paredões, goleiros levam seleções longe na Copa

Belga e francês vivem segunda Copa do Mundo e se destacam na Rússia. Agora, são adversários na semifinal.

 

Foto: Infoesporte

Algumas semelhanças entre Thibaut Courtois, goleiro da Bélgica, e Hugo Lloris, goleiro da França, mais que a função que exercem dentro de um campo de futebol. Eles moram na mesma cidade, vivem sua segunda Copa do Mundo, costumam protagonizar rumores de transferência na Europa, são fundamentais na ótima caminhada de suas seleções até as semifinais do Mundial da Rússia. E não poderiam ser mais diferentes.

Fonte: Fifa.com

Courtois, goleiro do Chelsea, adora uma polêmica não costuma ter papas na língua – especialmente ao falar sobre outros goleiros. Algumas opiniões recentes dele:

Que teria conseguido defender o gol sofrido por Pickford, da Inglaterra, contra a própria Bélgica.
Que Karius, goleiro do Liverpool, talvez não tenha sofrido uma concussão na final da Liga dos Campeões.
Que o Brasil, eliminado pela Bélgica, já estava certo de que iria ganhar a Copa do Mundo.
E Hugo Lloris, goleiro do Tottenham, é a discrição em pessoa. Capitão da França, é conhecido pelos colegas como um líder que economiza palavras. Só chama a atenção de algum jogador quando acha que é extremamente necessário. Firma sua liderança na seriedade. Em entrevistas, não polemiza.

(Foto: Reuters/John Sibley)

Lloris chegou à Copa contestado. Não era visto pela imprensa francesa como um goleiro suficientemente seguro para o Mundial. Mas faz, sim, um torneio extremamente seguro. Especialmente depois do jogo contra o Uruguai, em que fez grande defesa em cabeceio de Cáceres, viu a maré virar. Passou a ser elogiado.

Courtois também teve seus momentos. Contra o Brasil, foi decisivo ao fazer grande defesa em chute de Neymar – evitando o empate da Seleção. Depois do jogo, foi apontado por Tite como figura determinante para a classificação belga às semifinais.

Em números, a Copa de Courtois é mais volumosa – também por a defesa da Bélgica ser mais frágil. Ele já fez 18 defesas em cinco jogos neste Mundial, contra oito de Lloris em quatro – o goleiro francês foi preservado na terceira rodada, contra a Dinamarca.

Lloris passou incólume por dois jogos. Não foi vazado contra Peru e Uruguai; sofreu um gol da Austrália (de pênalti) e três da Argentina. Courtois buscou uma bola a mais em sua rede: levou dois da Tunísia, dois do Japão e um do Brasil.

(Foto: Catherine Ivill/Getty Images)

O bom desempenho deve esquentar ainda mais os nomes da dupla no mercado europeu. Courtois, antes da Copa, era tratado como possível reforço do Real Madrid – e a negociação ainda está viva. O belga é alvo do clube espanhol desde o ano passado, e o plano B era… Lloris, que também já foi cogitado em clubes como o Manchester United.

Quem tem conhecimento de causa sobre os dois goleiros é o centroavante Giroud. Ele joga com Courtois no Chelsea e com Lloris na seleção francesa.

Os dois são grandes goleiros. Ambos merecem ser eleitos o melhor goleiro do torneio, embora eu tenha uma preferência por Hugo (Lloris)”  disse Giroud.

Os dois goleiros estarão frente a frente nesta terça-feira, às 15h, em São Petersburgo, pela semifinais da Copa do Mundo, o vencedor pega Inglaterra ou Croácia na final.

 

 

 

 

 

Via Globo Esporte
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat