Onda Sul FM

Dificuldade em pegar no sono põe mulheres sob risco de 2 condições graves, diz estudo

Segundo um estudo recente feito pela Universidade Columbia, EUA, deixa mulheres expostas a dois riscos bastante graves

Dificuldade em pegar no sono põe mulheres sob risco de 2 condições graves, diz estudo

Dormir mal prejudica a memória, atrapalha o processo de emagrecimento, promove acúmulo de estresse e, segundo um estudo recente feito pela Universidade Columbia, EUA, deixa mulheres expostas a dois riscos bastante graves, especialmente entre as que têm dificuldade em pegar no sono.

De acordo com a pesquisa, mulheres que demoram para pegar no sono têm maior probabilidade de sofrer de pressão alta e desenvolver doenças cardíacas. A conclusão foi obtida com a análise de 323 voluntárias após o estabelecimento da relação entre sono e pressão arterial.

Segundo o estudo, distúrbios como dificuldade em adormecer, dormir mal ou ter insônia aumentam significativamente a pressão sanguínea das mulheres. Se não for tratada, a hipertensão arterial pode causar derrames, ataques cardíacos e insuficiência cardíaca.Dificuldade em pegar no sono põe mulheres sob risco de 2 condições graves, diz estudo

Poucas horas de sono também aumentaram o risco de desenvolvimento de inflamação nos vasos sanguíneos, o que pode levar a doenças cardíacas potencialmente fatais.

A hipertensão arterial raramente apresenta sintomas perceptíveis e, além de elevar os riscos de problemas cardíacos e derrames, pode provocar aneurismas, doença renal e demência vascular.

Dificuldade em pegar no sono põe mulheres sob risco de 2 condições graves, diz estudo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

viamsn.com
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA