Onda Sul FM

Febre amarela mata todos os macacos bugios do Parque Horto Florestal, na Zona Norte de SP

Outras três espécies de macacos vivem no local. Um dia após reabertura, visitantes voltam a frequentar o parque para praticar atividades físicas na manhã desta quinta (11).

Todos os macacos bugios do Parque Horto Florestal, na Zona Norte da cidade de São Paulo, foram mortos pela febre amarela. Ao todo, 17 famílias, totalizando 86 macacos, morreram após contrair o vírus da doença, segundo informou o Bom Dia SP. A espécie é uma dentre as quatro que habitam o parque.

O primeiro macaco com a doença encontrado morto no dia 9 de outubro no Horto Florestal, que fica na área vizinha ao Parque da Cantareira. Apesar de serem hospedeiros do vírus, os animais não são transmissores da doença para humanos. Os transmissores da febre amarela silvestre são duas espécies de mosquitos silvestres: Haemagogus E Sabethes. Desde então o estado começou a vacinar a população contra a doença, que pode ser transmitida pelo mosquito.

O biólogo Márcio Carvalho, pesquisador científico do Instituto Florestal, da seção de Animais Silvestres, diz que ainda não sabe ao certo o motivo dos bugios serem mais sensíveis que outras espécieis de macacos. As espécies de macaco prego e saguis resistiram à doença.

(Reprodução)

 

 

 

 

 

 

 

Via G1/SãoPaulo
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat