Onda Sul FM
Bloco Vermes

IBGE escolhe Poços de Caldas para fazer ‘ensaio geral’ do Censo 2020

Poços de Caldas, de 170 mil habitantes, vai ter coleta experimental no ano que vem pelo instituto

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) escolheu o município mineiro de Poços de Caldas, de 170 mil habitantes, para realizar o Censo Experimental, uma espécie de “ensaio geral” do Censo Demográfico 2020. Cerca de 250 funcionários (a serem contratados, vão realizar a coleta experimental na idade entre o fim de setembro e meados de novembro do ano que vem.

O Censo Experimental vai reproduzir no município do sul de Minas todas as etapas de coleta de informações que serão usadas em 2020 nos 5.570 municípios do país. A cidade foi escolhida por reunir características encontradas no restante do país, como dificuldades logísticas, existência de áreas urbana e rural, bairros de renda baixa e de alta renda, entre outros fatores.

“A proximidade com Rio de Janeiro e São Paulo também pesou na escolha do município, além da infraestrutura de hotéis. Isso porque teremos pessoas deslocadas de vários pontos do Brasil para acompanhar o Censo Experimental”, disse Luciano Tavares Duarte, coordenador técnico do Censo 2020, lembrando que Rio Claro, no interior de São Paulo, recebeu a coleta experimental do Censo 2010.

Dois destes já foram realizados com questionário de pesquisa. Esses testes, contudo, não buscaram reproduzir o Censo 2020 em menor escala, como vai ocorrer em Poços de Caldas. O primeiro teste de coleta aconteceu em junho, em 52 municípios, e foi realizado totalmente pela internet. Um segundo teste ocorreu entre agosto e setembro, quando os recenseadores  do órgão foram a campo em mais de 50 cidades.

A partir desses testes, o IBGE estimou que 2,5% a 5% dos domicílios do país – algo como 1,7 milhão a 3,5 milhões de residências – devem responder ao questionário do Censo 2020 pela internet. O percentual é bem inferior ao de brasileiros co acesso a internet, que supera 60% da população, segundo dados do próprio órgão estatístico do país.

Como a adesão foi pequena, o órgão estatístico vai manter a mesma estratégia usada em 2010, quando 0,07% das pessoas (40 mil questionários) preencheram o formulário on-line. Como naquele ano, o recenseador irá necessariamente  ao domicílio de cada brasileiro coletar informações. O morador poderá então, voluntariamente, se propor a responder pela internet.

 

Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat