Onda Sul FM

Manifestação contra a Copasa atrai poucas pessoas no Carmo

Apenas algumas pessoas participaram na tarde desta sexta-feira (09), de uma manifestação pacífica contra a taxa do tratamento de esgoto feito pela Copasa em Carmo do Rio Claro.

A manifestação “nasceu” nas redes sociais depois que a Copasa conseguiu derrubar a liminar no final do mês passado que suspendia a cobrança de 92% a mais na conta de água dos consumidores carmelitanos.

Apesar do tema ser bastante polêmico e ter o apoio da maioria da população, o protesto que começou por volta das 16h00 e teve pouco mais de 1h de duração atraiu um baixo número de participantes.

A organização acredita que o dia e horário tenha sido o motivo principal para a pequena participação.

Sobre o caso

Em 2008 a Prefeitura de Carmo do Rio Claro com aval da Câmara Municipal na época, assinou um contrato de concessão do tratamento de esgoto na cidade para a Copasa, que deveria construir uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e que ao término das obras, o percentual na conta do consumidor chegaria a praticamente 100% do valor gasto com a água.

Porém, segundo investigação feita pela Câmara Municipal e encaminhada ao Ministério Público e à Prefeitura, a Copasa não vem fazendo a contento o tratamento do esgoto para que tenha o direito de cobrar a taxa, considerada abusiva.

Recentemente a Juíza de Direito da Comarca local, a Dra. Ana Mara Marco Antônio deferiu uma liminar suspendendo a cobrança da taxa, porém, cerca de dois meses após, a Copasa conseguiu reverter a decisão e voltou a fazer cobrança, motivo que ensejou a manifestação realizada na tarde de hoje.

 

 

Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat