Onda Sul FM

Minas Gerais é recordista de mortes em rodovias

Estudo da Confederação Nacional dos Transportes mostra que, em 10 anos, 12.367 pessoas perderam a vida nas BRs mineiras

Estão em Minas Gerais três dos 10 trechos mais perigosos de estradas federais brasileiras, segundo ranking divulgado este mês pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), que apresentou um estudo detalhado dos acidentes ocorridos entre 2007 e 2017.

O levantamento aponta o estado como o recordista de mortes dessa natureza nos últimos 10 anos. Isso significa que 12.367 pessoas perderam suas vidas nas BRs mineiras, representando 14,9% de um total de 83.481 óbitos registrados no período em todo o país.

O maior perigo em Minas, segundo o documento, está na BR-381, conhecida como rodovia da morte, no trecho em Itatiaiuçu que vai do quilômetro 524,6 ao 534,3.

Lá foram registrados 95 acidentes com 14 mortes, deixando o local na quarta posição entre os 10 pedaços mais arriscados de se trafegar. Na oitava e nona posição da lista da CNT estão pontos da BR-040, que passam respectivamente pelos municípios de Alfredo Vasconcelos e Contagem.

Na oitava e nona posição da lista da CNT estão pontos da BR-040, que passam respectivamente pelos municípios de Alfredo Vasconcelos e Contagem. No primeiro foram 29 acidentes e 11 mortes e no segundo, 118 acidentes com 10 mortes.

O coordenador da disciplina de engenharia de infraestrutura de transporte e trânsito da Fumec, Márcio Aguiar, diz que as estatísticas recorrentes traduzem as condições das estradas mineiras.

Minas é o estado que tem o maior número de rodovias federais e um problema que o governo federal tem postergado, e não tem conseguido resolver, é a duplicação das pistas.

Toda estatística mostra isso: é um estado muito irrigado por rodovias federais que passam por uma região montanhosa, sem duplicação e com uma qualidade ruim em função do grande volume do tráfego”, afirma.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte:Em
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat