Onda Sul FM

Prefeito de Cássia decreta estado de alerta

Em 2019 a cidade já tem 23 casos suspeitos de dengue, chikungunya, febre amarela e zika.

O prefeito Marco Leandro Almeida Arantes, Kito Arantes, assinou o decreto 016/2019, nesta quinta-feira, 7, de estado de alerta na saúde pública municipal. Sendo assim determina atividades preventivas contra o vírus de dengue, chikungunya, febre amarela e zika.

Agora em 2019, Cássia tem 23 casos suspeitos de dengue, dentre eles, até hoje, dois foram confirmados e três descartados.

O Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) está em 4,3%, enquanto que o ideal seria até 1%. Uma reunião de emergência foi realizada ontem de manhã na Secretaria Municipal de Educação. Alem de com integrantes do Comitê de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus. Para assim discutir alternativas para conter o avanço do mosquito Aedes aegypti, transmissor das doenças.

Sob a presidência da secretária municipal de Saúde, Eliane David de Oliveira, a reunião contou com vários representantes. Sendo eles da Vigilância Sanitária, Controle de Vetores, Compras e Licitação, Gabinete do Prefeito, instituição religiosa, Associação do Comércio e da Indústria de Cássia (Acic), Câmara Municipal, Polícia Civil, Secretaria Municipal de Educação, Diretoria de Transporte, Comunicação, Secretaria de Esporte, Cultura e Patrimônio Histórico, Controle Interno, Desenvolvimento Social e Habitação.

As ações que ficaram definidas foram as seguintes: a coordenadora da Seção da Vigilância em Saúde, Juliana Guimarães, que conduziu o encontro, vai fazer um treinamento no dia 13 de fevereiro, na Casa da Cultura, com os integrantes do comitê e voluntários. Será confeccionado um folder orientativo pela Comunicação sobre como evitar o mosquito em casas e comércios. Toda a comunidade será envolvida.

Representantes de clubes de serviço, instituições religiosas, escolas, voluntários e outros. Ficou definido, ainda, que serão usados todos os meios de comunicação oficiais da Prefeitura para disseminar informações. Os voluntários entregarão os folhetos de casa em casa, em toda a cidade.

A Prefeitura considera que Cássia tem feito a sua lição de casa. De 21 a 25 de janeiro deste ano, foi realizado um mutirão de limpeza em toda a cidade com o recolhimento de 44 caminhões de entulhos.

Das ações que podem ser feitas, dentro das minhas atribuições, decretei o estado de alerta para envolver a comunidade”, segundo o prefeito Kito Arantes.

Decreto

Pelo decreto, fica o poder executivo autorizado a determinar e executar as medidas necessária ao controle das doenças e do mosquito transmissor, nos termos da legislação federal.

Fica autorizado aos empregados públicos municipais a realizar o ingresso forçado em imóveis públicos e particulares, no caso de situação de abandono, ausência ou recusa de pessoa que possa permitir o acesso de agente público e aplicação das penalidades cabíveis, de acordo com lei federal”, e entre outras medidas.

Determina, ainda, que o setor competente da Prefeitura Municipal deverá promover a notificação dos cidadãos que não colaborem com as medidas adotadas para prevenção da proliferação do mosquito Aedes aegypti. Logo, aplicando multas e demais penalidades previstas nas leis municipais.

Fica ainda autorizada a Secretaria de Saúde a requisitar pessoal e equipamentos de outras Secretarias para o combate aos focos de proliferação do mosquito.

Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat