Onda Sul FM

Secretaria de Saúde realiza trabalhos de prevenção do zika vírus em Piumhi

A Secretaria de Saúde, em conjunto com o Setor de Vigilância em Saúde, preocupada com os casos de zika vírus na região, está realizando um trabalho de conscientização e prevenção contra a doença.

Em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, seguindo o Decreto de nº 8.716, de 20 de abril de 2016, o município de Piumhi disponibiliza para todas as gestantes o repelente. Essa distribuição é feita por meio da unidade de saúde, e a gestante deve estar cadastrada e em acompanhamento do pré-natal.

A gestante recebe um frasco de repelente por mês até o final da gestação. Essa ação se faz necessária considerando o risco de microcefalia decorrente de infecção pelo zika vírus.

No dia 31 de agosto, foi realizada a reunião mensal do grupo das gestantes no Centro de Atendimento à Saúde da Mulher e da Criança, e foi abordado o tema “Zika X Gestação”.

Reforçando para as gestantes que estavam presentes a importância da prevenção durante o período gestacional e ressaltando os sinais e sintomas, foi orientado, ainda, que se elas apresentarem manchas avermelhadas pelo corpo, para que procurem o atendimento médico.

De acordo com a secretária de Saúde de Piumhi, Aline Barbosa, sobre o tema abordado, a relação zika/bebê, é importante ressaltar que nem toda grávida que teve zika terá um bebê com alteração congênita da doença, como por exemplo, a microcefalia ou outras alterações cerebrais.

“Mesmo os bebês nascidos sem microcefalia, de mães que receberam o diagnóstico positivo de zika durante a gestação, precisam de acompanhamento especial nos primeiros três anos de vida. É o caso da gestante piumhiense que deu resultado positivo para o zika vírus: o bebê nasceu saudável, mas terá esse acompanhamento para descartar qualquer dúvida acerca de alterações em seu cérebro”, comentou Aline.

Ainda segundo Aline, essa é uma doença perigosa, principalmente para o feto, que pode nascer com complicações neurológicas, mas também existe, embora em menores proporções, caso de complicações da doença em adultos.

“Ciente dessa realidade, a Secretaria de Saúde, como um todo, está trabalhando na conscientização da população e prevenção do zika. A luta contra esse mosquito transmissor, para ser eficaz, necessita do apoio e da contribuição de toda a população, afinal, ele se desenvolve em locais onde há água parada. Se cada um cuidar de seu jardim e de seus próprios lotes, evitando esse acúmulo de água, poderemos dormir tranquilos, erradicando esse vírus da nossa cidade” , ressaltou Aline.

 

 

Via Folha da Manhã
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat