Onda Sul FM
Bloco Vermes

Tag: homofobia

Dira Paes causa polêmica após cortar Fernanda Gentil em foto publicada no Instagram

Dira Paes causa polêmica após cortar Fernanda Gentil em foto publicada no Instagram

Famosos, Famosos, Módulos, Notícias
Hipóteses de que o corte foi feito por questões homofóbicas foram levantadas Dira Paes ficou em uma tremenda saia justa após publicação em seu Instagram. Aconteceu no sábado, dia 18, a transmissão do Criança Esperança, na Globo. E, durante o programa, a atriz posou para uma foto junto de Ivete Sangalo e Fernanda Gentil. Entretanto, no momento em que Dira publicou o clique no domingo, dia 19, apenas a cantora baiana apareceu ao seu lado. Já Ivete, e a própria Fernanda, postaram a foto do trio sem alterações. Rapidamente, comentários na publicação da atriz começaram a surgir: Cortar as coleguinhas da foto é feio, hein? Caiu no meu conceito, escreveu uma internauta. Muita falta de educação, comentou outro seguidor. Hipóteses de que o corte foi feito por questões homofóbicas for
#TudoVaiFicarBem Clipe de Pabllo Vittar gera onda de desabafos sobre LGTBQfobia na Internet

#TudoVaiFicarBem Clipe de Pabllo Vittar gera onda de desabafos sobre LGTBQfobia na Internet

Famosos, Famosos, Módulos, Notícias
O último clipe da era “Vai Passar Mal” da Pabllo Vittar, lançado na noite de terça (10/4), despertou uma onda de desabafos na Internet.   Além disso, os famosos vídeos de “reação”, feitos por youtubers, se tornaram um lugar para dividir o peso do bullying e da discriminação sofridos no passado ou diariamente. “Eu me vi nesse clipe, me vi ali na história. Tudo que a pessoa estava passando ali eu já passei também. Sou uma mulher transexual, ou seja, na minha época de escola, eu não era como sou hoje. Eu era muito diferente... Por eu não ter essa aparência de menina e ter esse jeito meio louquinha, o pessoal pegava muito no meu pé. Eu repeti três vezes de ano, porque não conseguia ir ao colégio. Era muito bullying. Eu não gostava de falar isso com a minha família, porque não que
Minas ocupa a segunda posição no ranking de mortes por homotransfobia

Minas ocupa a segunda posição no ranking de mortes por homotransfobia

9 - Gerais/MD, Gerais, Módulos, Notícias
Foram 43 vítimas em 2017, número que representa uma alta de 105% em relação aos registros do ano anterior.   Quarenta e três lésbicas, gays, bissexuais ou transexuais perderam a vida em Minas Gerais no ano passado vítimas de homotransfobia, que matou 445 pessoas desse grupo em todo o Brasil no período. O estado foi o segundo em número de notificações de assassinatos e suicídios de pessoas desse grupo. Os dados são do relatório anual do Grupo Gay da Bahia (GGB) e indicam o maior número de ocorrências em 38 anos, quando o monitoramento começou a ser feito pela entidade. O levantamento realizado pelo GGB se baseia principalmente em informações veiculadas pelos meios de comunicação. Conforme a pesquisa, os estados que notificaram o maior número de casos, em termos absolutos, fo
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat