Onda Sul FM

Tag: ibge

IBGE escolhe Poços de Caldas para fazer ‘ensaio geral’ do Censo 2020

IBGE escolhe Poços de Caldas para fazer ‘ensaio geral’ do Censo 2020

7 - Poços de Caldas/MD, Cidades, Gerais, Notícias, Poços de Caldas/MG
Poços de Caldas, de 170 mil habitantes, vai ter coleta experimental no ano que vem pelo instituto O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) escolheu o município mineiro de Poços de Caldas, de 170 mil habitantes, para realizar o Censo Experimental, uma espécie de "ensaio geral" do Censo Demográfico 2020. Cerca de 250 funcionários (a serem contratados, vão realizar a coleta experimental na idade entre o fim de setembro e meados de novembro do ano que vem. O Censo Experimental vai reproduzir no município do sul de Minas todas as etapas de coleta de informações que serão usadas em 2020 nos 5.570 municípios do país. A cidade foi escolhida por reunir características encontradas no restante do país, como dificuldades logísticas, existência de áreas urbana e rural, bairros d
Sul e Sudeste serão as primeiras regiões com mais idosos que crianças, diz IBGE

Sul e Sudeste serão as primeiras regiões com mais idosos que crianças, diz IBGE

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Gerais, Módulos, Notícias
O envelhecimento da população brasileira se fará sentir inicialmente no Sul e no Sudeste do país, segundo a pesquisa Projeção da População (revisão 2018), divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Até 2060, aponta a pesquisa, um quarto da população brasileira (25,5%) deverá ter mais de 65 anos. O Rio Grande do Sul é apontado como aquele que primeiro experimentará uma proporção maior de idosos do que de crianças de até 14 anos, já em 2029. Quatro anos depois, em 2033, o Rio de Janeiro e Minas Gerais também deverão ter mais idosos do que crianças. Em contrapartida, estados considerados mais jovens, como Amazonas e Roraima, continuarão com mais crianças do que idosos até o limite da projeção, em 2060. A idade média da população bras
PIB cresce 0,4% no primeiro trimestre de 2018, revela IBGE

PIB cresce 0,4% no primeiro trimestre de 2018, revela IBGE

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
Consumo das famílias ainda mostra fôlego e cresce 2,8% no início do ano, no quarto trimestre seguido de avanço No primeiro trimestre de 2018, o PIB do Brasil cresceu 0,4% frente ao quarto trimestre do ano passado, na série com ajuste sazonal, divulgou nesta quarta-feira (30/05) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Foi o quinto resultado positivo após oito quedas nesta base de comparação. A agropecuária cresceu 1,4%, enquanto indústria e serviços tiveram variação variação positiva de 0,1%. Em valores correntes, o PIB totalizou R$ 1,6 trilhão. Em relação a igual período de 2017, houve crescimento de 1,2% no primeiro trimestre do ano,o quarto resultado positivo consecutivo nesta comparação. A agropecuária caiu 2,6% enquanto indústria cresceu 1,6% e serviço, 1,5%. No prim
Pesquisa do IBGE aponta 27,7 milhões de pessoas estão desempregadas no país

Pesquisa do IBGE aponta 27,7 milhões de pessoas estão desempregadas no país

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Gerais, Módulos, Notícias
A taxa composta de subutilização da força de trabalho agrega os desempregados, os subocupados por insuficiência de horas e a força de trabalho potencial. Mais de vinte e sete milhões de brasileiros estão desempregadas. O dado é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, a PNAD Contínua, divulgada nesta quinta-feira (17). A pesquisa é referente ao primeiro trimestre de 2018. Desde 2012, quando a taxa de desemprego começou a subir no Brasil, este é o maior índice, o que significa 24,7%. O IBGE considera como subutilização da força de trabalho pessoas que trabalham de forma informal ou com trabalhos temporários. No período de janeiro até abril, o número de pessoas sem empregos no país cresceu, com destaque para a região s
Estabelecimentos são recenseados pelo IBGE

Estabelecimentos são recenseados pelo IBGE

5 - Região/MD, Cidades, Gerais, Módulos, Notícias, Passos/MG
As atividades foram iniciadas em outubro 2017 e contou com a participação de aproximadamente 1.900 recenseadores. Passos- Após cinco meses de intensa coleta em campo, o Censo Agropecuário já fez um levantamento de mais de 106,5% dos estabelecimentos programados para o Estado de Minas Gerais; no total, esse percentual representa quase 600 mil coletas. Assim como em outras cidades mineiras, Passos e toda a região receberam recenseadores, que foram os responsáveis diretos pela visitação de 800 mil endereços em todo o Estado. Em cada visita, o recenseador realizou a atualização do cadastro do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística) e verificou os locais que se caracterizavam como estabelecimento agropecuário. Diante desse comportamento específico, foi possível tanto ident
Brasil tem 12,7 milhões de desempregados, revela IBGE

Brasil tem 12,7 milhões de desempregados, revela IBGE

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
Em igual período de 2016, a taxa de desemprego ficou em 12,6%. O país registrou em janeiro de 2018 12,7 milhões de pessoas desempregadas. A taxa de desocupação no Brasil ficou em 12,2% no trimestre encerrado em janeiro, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados na manhã desta quarta-feira, 28, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado ficou dentro das expectativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que estimavam uma taxa de desemprego entre 11,7% e 12,6%, com mediana de 12%. Em igual período de 2016, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 12,6%. No trimestre até dezembro de 2017, o resultado ficou em 11,8%. A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.169
IBGE: em 2016, total de 6,9 milhões de lares dependia de sinal analógico de TV

IBGE: em 2016, total de 6,9 milhões de lares dependia de sinal analógico de TV

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Gerais, Módulos, Notícias
Um levantamento sobre o acesso à televisão no País traduz as dificuldades enfrentadas pelo governo para migrar para a TV digital e abolir de vez o sinal analógico em todo o território brasileiro. Em 2016, 6,9 milhões de lares ainda eram dependentes exclusivamente do sinal analógico para acesso à televisão, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua 2016: acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal (Pnad Contínua - TIC 2016) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).Do total de residências com televisores no País, 10,3% não tinham aparelho com conversor, nem recebiam sinal por antena parabólica, nem tinham serviço de televisão por assinatura."No País, há 1,9 milhão de domicílios sem televisão,
Inflação oficial perde força e fica em 0,29% em janeiro, diz IBGE

Inflação oficial perde força e fica em 0,29% em janeiro, diz IBGE

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
IPCA desacelerou em relação a dezembro, quando ficou em 0,44%. Taxa é a menor para janeiro desde a criação do Plano Real. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, iniciou 2018 em alta, passando de 0,44% em dezembro de 2017 para 0,29%, em janeiro deste ano. A taxa é a menor para o mês desde a criação do Plano Real, em julho de 1994. Em 12 meses, o índice acumula avanço de 2,86%, o menor desde 2007, quando alcançou 2,99%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os preços relativos a transportes, apesar de terem registrado a maior variação em janeiro, perderam força e puxaram o resultado do IPCA. De uma alta de 1,23% em dezembro, o índice desse grupo de gastos de
PIB de Alpinópolis supera os R$ 302 milhões, segundo IBGE

PIB de Alpinópolis supera os R$ 302 milhões, segundo IBGE

5 - Região/MD, Alpinópolis/MG, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
O Produto Interno Bruto (PIB) do município de Alpinópolis atingiu a marca de R$ 302.074.140,08 segundo pesquisa. Uma pesquisa recentemente  divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números são de 2015 e, na comparação com 2014, houve um crescimento da ordem de 4,64%. O PIB representa a soma, em valores monetários, de todos os bens e serviços finais produzidos anualmente numa região específica. Este incremento do índice em Alpinópolis foi puxado pelo setor de serviços, que movimentou R$ 140,9 milhões, e pela administração pública, com R$ 66,6 milhões. Já a agropecuária registrou R$ 46,5 milhões e a indústria R$ 23,8 milhões. Em 2014 os mesmos setores apresentaram, respectivamente, R$ 130,1 milhões; R$ 61,4 milhões; R$ 49,7 milhões e R$ 25 milhões. Dois d
Segundo IBGE, Alpinópolis tem um dos piores PIB per capita da região

Segundo IBGE, Alpinópolis tem um dos piores PIB per capita da região

3 - Novidades Texto Pequeno/MD, Alpinópolis/MG, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
A base de dados disponibilizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no final de 2017, que mostra a evolução do PIB per capita dos municípios brasileiros, coloca Alpinópolis em posição desfavorável neste quesito em relação à maioria das 21 cidades do Sudoeste de Minas. De acordo com os números, o índice alpinopolense só não é pior do que os registrados em São Tomás de Aquino, Guapé, Capetinga e Jacuí. Segundo o IBGE, Alpinópolis apresentou um PIB per capita de R$ 15.388,39 para o ano de 2015, último período levantado. O resultado apontou que o município tem um dos piores índices da região, deixando-o na 17ª colocação, atrás apenas de São Tomás de Aquino (R$ 14.436,62), Guapé (R$ 13.752,60), Capetinga (R$ 13.202,28) e Jacuí (R$ 12.217,96). O PIB per capita é a rel
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat