Onda Sul FM

Unifenas apura divulgação de vídeos com alunas sobre conteúdo sexual

A Unifenas (Universidade José do Rosário Vellano) abriu um processo administrativo para apurar os responsáveis pela gravação e divulgação de vídeos com estudantes do curso de Medicina. Nas gravações, que vazaram nas redes sociais, elas aparecem respondendo perguntas com conteúdo sexual.

Os vídeos teriam sido gravados para um grupo fechado, mas acabou vazando. As estudantes aparecem, nas imagens, respondendo a perguntas sobre sua posição sexual preferida, com quem elas se relacionariam entre os veteranos e sobre bebidas. Os depoimentos teriam sido gravados por ordem de estudantes “veteranos”.

Cerca de 40 pessoas, entre homens e mulheres, gravaram o vídeo que teria como destino um grupo fechado. Mas somente as gravações com as mulheres vazaram e foram divulgadas em outras redes sociais.

O conteúdo foi publicado nas redes sociais e acabou vazando para grupos de Whatsapp (Foto: Reprodução/Facebook)

Os vídeos vazados acabaram sendo compartilhados em grupos de WhatsApp e, segundo relato de estudantes, uma das alunas teve o vídeo publicado em uma rede social com mais de 10 mil seguidores.

Além de gravarem o vídeo, os estudantes também tiveram que acrescentarem em seus perfis das redes sociais o apelido “bixete burra” na frente dos nomes.

Em nota, a direção da Atlética Medicina Alfenas informou que não participa e nem organiza nenhuma ação de trote e disse não compactuar com “qualquer tipo de relação […] que não respeite a individualidade, a intimidade e sobretudo a imagem dos alunos”.

A Unifenas informou que vai apurar os responsáveis pelo trote e pelo vazamento e aplicará as penalidades cabíveis aos envolvidos. As informações são do portal G1.

Confira abaixo a nota da instituição na íntegra:

“A Unifenas, uma universidade que preza a responsabilidade com o compromisso social e educacional, proíbe e repudia qualquer prática ofensiva e/ou humilhante de recepção aos alunos ingressantes – trote. Assim, ao tomar conhecimento dos lamentáveis vídeos gravados por alunas ingressantes ao Curso de Medicina, câmpus de Alfenas, no mês de junho do corrente ano, instaurou processo administrativo, consoante previsão no Regimento da Universidade, no intuito de apurar os responsáveis pelo ato e aplicar as penalidades cabíveis aos envolvidos, respeitando sempre os princípios constitucionais da ampla defesa e contraditório no procedimento instaurado”.

 

Via Alfenas Hoje
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA