Onda Sul FM

Verba para campanha de vacinação será direcionada para a região 

Repasse de incentivo financeiro complementar foi aprovado devido a preocupação com a volta de doenças já enfrentadas.

Aprovado o repasse de incentivo financeiro complementar, pela Secretaria do Estado de Saúde (Ses), em Minas Gerais, para intensificação da campanha nacional de vacinação, devido a preocupação com a volta de doenças já enfrentadas e combatidas no país, mais os baixos números sobre a cobertura vacinal da população, em particularidade das crianças, com relação ao sarampo e a poliomielite (paralisia infantil).

Para a região, serão repassados R$116.225,20 aos municípios que são abrangidos pela Unidade Regional de Saúde de Passos. O valor é partilhado pelo Ses, de acordo com o número populacional urbano e rural em cada município.

Desta forma, Passos vai receber R$24.799,20, São Sebastião do Paraíso R$16.263,55, Piumhi R$8.533,95, Monte Santo de Minas R$7.373,95, Guapé R$7.128,10, Ibiraci R$5.014,40 e Alpinópolis R$5.971,30.

O incentivo financeiro ainda contemplará São João Batista do Glória, com o valor de R$2.209,40, Itamogi com R$3.753,30, Claraval com R$2.216,20, e Capitólio com R$2.729,25, dentre as outras 13 cidades próximas que também vão receber o recurso.

Na manhã de ontem, terça-feira, (10), a vigilância epidemiológica de Passos reuniu-se para definir algumas questões da próxima campanha. Paula Fabiana Tavares Freitas Santos, coordenadora da vigilância epidemiológica, contou que a campanha contra sarampo e paralisia infantil, a ser realizada no próximo mês em âmbito nacional, também será dedicada à atualização de cadernetas de vacina. Assim, a campanha terá início no dia 6 de agosto e vai até o dia 31. Já o “Dia D”, conhecido por ser a ação que ocorre aos sábados, deve acontecer no dia 18 do mesmo mês.

Mesmo que a campanha seja indiscriminada, desta vez, o público-alvo será entre as crianças que de um a quatro anos, 11 meses e 29 dias. Desta forma, a meta é que 95% da população nesta faixa etária seja imunizada.

A coordenadora destacou a importância de os pais levarem seus filhos para tomar as vacinas em uma das seis salas de imunização localizadas no município, assim que a campanha tiver início. “O Brasil havia recebido um certificado de erradicação de sarampo, mas agora já temos alguns casos notificados e confirmados em vários Estados do país. Essa é uma doença altamente contagiosa, sendo que algumas complicações estão relacionadas à desnutrição, imunodepressão e pode levar até mesmo a óbito”, expressou.

Para finalizar, Paula Santos salientou que a melhor forma de combater essas doenças é a vacinação, pois, no caso do sarampo, por exemplo, o contágio é muito rápido. “Você começa a transmitir antes de apresentar o exantema, que são aquelas pintinhas, então, de quatro a seis dias antes de saber que está com sarampo, você já está transmitindo. A indicação da epidemiologia é que tragam as crianças para vacinação; mesmo quem já tomou deve ir às unidades para ter suas cadernetas atualizadas”, finalizou.

 

 

 

 

Via Folha da Manhã

 

Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2018 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat