Argentinos são destaques no caminho dos brasileiros na Libertadores

Compartilhar

Clássicos entre brasileiros e argentinos serão constantes na Libertadores de 2018. Flamengo, Cruzeiro, Santos, Corinthians e Palmeiras se encontrarão com tradicionais equipes do país vizinho em seus grupos da próxima edição do cobiçado torneio. O Grêmio começará sua defesa de título em uma chave, em teoria, mais tranquila. Na fase prévia, o Vasco terá vida mais fácil que a Chapecoense, que reencontrará o tradicional Nacional-URU.

Brasileiros conheceram seus rivais na Libertadores de 2018 (Foto: Jorge Adorno/Reuters)

Se a maioria dos brasileiros lamentou a sorte no sorteio da Libertadores de 2018, com os argentinos não foi diferente. Após a definição dos grupos e dos confrontos das fases preliminares, o jornal “Olé” crê que nenhum dos times do país vizinho terá “tranquilidade” no que chamou de “Copa terrível”.

“A Libertadores 2018 se anunciava como difícil, complicada e assim foi. Não será fácil para ninguém. Na Copa que terá pela primeira vez quatro dos grandes argentinos (Boca, River, Independiente e Racing), não quem possa sonhar com tranquilidade na fase de grupos”, escreveu o diário.

O River caiu no mesmo grupo do Flamengo, além de Emelec-EQU e um dos vencedores dos duelos das fases preliminares, que pode vir a ser o Independiente Santa Fe-COL. “Para o River, estrear no mesmíssimo Maracanã não é um obstáculo dos mais difíceis”, questiona o Olé.

Já o Boca também terá um confronto brasileiro no grupo 8, contra o Palmeiras, em chave que ainda tem o Alianza Lima-PER e um vencedor das prévias, que pode ser o Junior Barranquilla – que o Olé destaca ter o atacante Teo Gutiérrez, ex-River Plate e velho conhecido dos argentinos.

O sorteio colocou brasileiros também nos caminhos de Racing e Independiente, que enfrentarão, respectivamente, Cruzeiro (chamado de “enorme”) e Corinthians nos grupos 5 e 7.

“Racing e Independiente, os outros grandes na Copa, tampouco a tem missão simples; e mais, parece mais complicado que os outros grandes. A Academia com o enorme Cruzeiro, a Universidad de Chile e a chance de que o terceiro seja outro brasileiro: Vasco”, descreve o jornal.

“O Rojo pode relaxar na estreia com o Deportivo Lara (VEN), mas depois o esperam dois duríssimos: o Corinthians campeão brasileiro e o Millonarios, os colombianos recentemente campeões nas mãos de Miguel Russo (treinador argentino)”, completa.

Também representam a Argentina na Libertadores de 2018 o Estudiantes, em grupo com Santos (que o Olé afirmou não ser “um dos brasileiros em melhor momento), Real Garcilaso-PER e um time das fases prévias; e o Atlético Tucumán, contra Peñarol-URU, Libertad-PAR e Strongest-BOL.

Todos os grupos da Libertadores e os confrontos das fases prévias (Foto: Infoesporte)

Via Espn
Faça seu comentário usando o Facebook