Aulas voltam de forma remota no dia 18 de fevereiro em Guaxupé

Compartilhar

A Prefeitura de Guaxupé, por meio da Secretaria de Educação está desenvolvendo um conjunto de iniciativas e atividades direcionadas a gestores, coordenadores, professores e comunidade escolar para reduzir os impactos das medidas de isolamento social no calendário do ano letivo de 2021.

Uma das ações será a criação de um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que começará a funcionar nas próximas semanas, implantado pela Secretaria Municipal de Educação, com apoio da Secretaria de Administração e Diretoria de Tecnologia e Comunicação.

As aulas presenciais nas instituições de ensino municipais continuam suspensas em virtude da pandemia do novo coronavírus. A decisão de criar este ambiente de interação e aprendizagem surgiu da necessidade de ampliar o diálogo pedagógico com os alunos e seus familiares, de ofertar novos instrumentos de aprendizagens e sugerir espaços virtuais de conhecimento durante este período.

A Secretária de Educação, Sandra Costa, afirmou que o ano letivo terá início no dia 18 de fevereiro, ainda com atividades remotas e destacou que este ambiente virtual de aprendizagem será um recurso utilizado também na volta às aulas presencias. “O ensino híbrido será uma necessidade para minimizar os impactos no processo pedagógico dos estudantes causado pela pandemia e um importante passo para o ensino integral”, enfatizou.

As escolas desenvolverão inúmeras estratégias de recuperação, intervenção pedagógica e reforço para garantir o desenvolvimento e aprendizagem dos conteúdos e habilidades ainda não consolidados pelas crianças. Todas as equipes diretivas estão planejando formas de acolhimento às necessidades das crianças, visto que a proposta pedagógica da rede municipal e parceira de ensino de Guaxupé prevê o atendimento individualizado, por meio da metodologia proeprena, desenvolvida pelo Laboratório de Psicologia Genética da Unicamp, com formação dos professores locais.

O “AVA” ficará disponível no Portal do Cidadão, no Site da Prefeitura Municipal e terá orientações, atividades e tarefas enviadas diretamente pelos professores aos alunos. No conforto de suas residências, os pais e responsáveis poderão acessar e interagir com a escola de seus filhos, esclarecer dúvidas, enviar atividades realizadas pelas crianças. Na plataforma, é possível ter acesso a vários recursos, tais como: vídeos, arquivos em PDF, testes online, simulados, envio de arquivos, além de propiciar a interação entre estudantes e tutores/familiares. Todos os recursos educacionais digitais estarão alinhados ao Currículo Municipal e Estadual.

A iniciativa recebeu apoio do Prefeito Municipal Dr. Heber Quintella, do Conselho Municipal de Educação, das equipes diretivas e dos profissionais da educação que tanto estão se esforçando para diminuir as dificuldades impostas ao sistema educacional por esta pandemia.

Um calendário de formação foi cuidadosamente criado desde 25 de janeiro para que todos os profissionais envolvidos neste projeto pudessem ambientar, aprender a utilizar e compreender como funcionará essa nova organização do trabalho pedagógico.

Na semana de 08 a 12 de Fevereiro, todas as escolas realizarão reuniões virtuais, e caso necessário presencial, com pais e responsáveis para acolher a todos, fortalecer a parceria família e escola, divulgar os novos canais de comunicação e apresentar a professora dos alunos.

Conforme orientações do Conselho Nacional de Educação (CNE), o ciclo 2020/2021 terá um currículo contínuo, por isso não houve “reprovação ou retenção dos alunos”. O Sistema de Ensino Aprende Brasil, adotado pela rede municipal, também auxiliará neste processo de “ciclo contínuo de aprendizagem”.

Os pais e responsáveis serão orientados em como realizar o cadastro no sistema. Vários tutorais, guias de orientações, estão sendo preparados para auxiliar na utilização deste ambiente. O objetivo é reduzir os efeitos do distanciamento temporário no cumprimento do calendário do ano letivo, minimizando desigualdades educacionais, além de promover o acesso dos estudantes à aprendizagem. Para as famílias que não tiverem internet em casa, as atividades impressas poderão ser retiradas na escola em que o aluno estuda, conforme organização interna das escolas. Para os estudantes da zona rural, as famílias poderão, caso necessário, receber as atividades em casa, como foi feito no ano anterior. As escolas estão organizando diversas estratégias para atender a todos os seus alunos, sendo essa uma premissa da escola pública.

O Secretário de Administração Rafael Olinto detalhou a implantação deste ambiente virtual que já está sendo utilizado em outros municípios. “Desenvolvemos um sistema prático, de fácil acesso, que permitirá aos alunos o acesso a vários materiais. Além disso, poderão ser utilizados recursos como videoaulas, orientações, interações e envio de materiais digitais”, explicou.

Rodrigo Borges, vice-prefeito, comentou: “Não estamos medindo esforços para assegurar que nossas crianças e estudantes continuem aprendendo, mesmo fora do espaço escolar”.

 

Fonte: Portal da Cidade Guaxupé
Faça seu comentário usando o Facebook
Qual sua reação sobre o post!?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Menu
Right Menu Icon