Barreiras sanitárias já identificaram 899 pessoas com sintomas de Covid-19 em BH

Compartilhar

Desde que as barreiras sanitárias começaram a ser implantadas em diferentes pontos de Belo Horizonte, no dia 18 de maio, 291.570 pessoas já foram avaliadas pelos agentes, das quais 899 estavam com sintomas de coronavírus e precisaram ser encaminhadas a algum hospital.Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), ao todo, 147.992 veículos foram abordados pela fiscalização até o último balanço feito, no dia 4 de junho.

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) montou 18 barreiras sanitárias em pontos estratégicos da capital, que dão acesso a outras cidades, para prevenir a transmissão do coronavírus.

Profissionais da saúde fazem a escuta de motoristas e passageiros de motos e carros, abordados de forma aleatória, e aplicam um questionário. Eles perguntam se a pessoa teve contato com algum paciente com suspeita ou confirmação de Covid-19 e se apresentou sintomas, como dor de garganta, tosse e perda de olfato e paladar. Todas as respostas são registradas em formulário pelos profissionais.

Eles também medem a temperatura corporal dos entrevistados e orientam sobre o uso correto de máscaras e outras medidas de prevenção. A ação dura menos de um minuto. Quem for parado nas barreiras sanitárias e apresentar suspeita de infecção pelo coronavírus vai receber uma ficha de encaminhamento com a recomendação de procurar uma unidade de saúde específica na capital.

Belo Horizonte concentra o maior número de óbitos em decorrência da infecção, com 59 dos 376 notificados em Minas Gerais. Está também na cidade a maior quantidade de pessoas diagnosticadas com a Covid-19: 2.438, segundo a Secretaria de Estado de Saúde.

Fonte: O Tempo
Faça seu comentário usando o Facebook