Belo Horizonte fará exames por amostragem na população

Compartilhar

Diante da grande subnotificação do número de casos de coronavírus – a realização dos exames tem sido priorizada em pacientes com quadros graves – e de parte da população ser assintomática à doença, a Prefeitura de Belo Horizonte pretende realizar testes por amostragem entre a população. O objetivo da medida, que foi anunciada durante entrevista coletiva hoje, é conhecer a realidade da disseminação do Covid-19 na cidade.

Segundo o prefeito Alexandre Kalil (PSD), o método é o mesmo utilizado nas pesquisas eleitorais: são selecionadas algumas pessoas de diversas regiões da capital, de todas as faixas etárias, que realizam o diagnóstico para o coronavírus. Com o resultado, é traçado uma estimativa da proliferação da doença na cidade.

“A conversa é que existirá uma exame por amostragem. Seria como aquela realizada em pesquisa eleitoral”, afirmou. Procurada, a Secretaria Municipal de Saúde disse que a iniciativa ainda está em estudo e, por isso, não passou detalhes sobre o número de testes que serão adquiridos.

Testagem em massa

Em entrevista ao jornal O Tempo, o infectologista e membro do comitê da prefeitura criado para enfrentamento ao coronavírus, Carlos Starling, adiantou que os testes que serão realizados em massa já estão sendo adquiridos e as estratégias serão planejadas nas próximas semanas.

“São medidas que vão sendo paulatinamente incorporadas para pensar uma flexibilização de forma científica. Sair de uma forma atabalhoada [do isolamento social], achando que tudo voltou ao normal, pode ser trágico. O vírus está circulando”, disse.

 

Fonte: O Tempo

Faça seu comentário usando o Facebook