Bombeiros atendem vítima de picada de escorpião em Guaxupé

Compartilhar
Uma mulher de 59 anos foi picada por um escorpião amarelo na tarde desta terça feira, na rua Haiti, no Bairro Vila Progresso em Guaxupé. A equipe de resgate do 4º Pelotão de Bombeiros foi acionada e chegando ao local, deparou com a vítima consciente, porém com queixa de dor intensa no local da picada (dedo mínimo da mão direita).
Segundo relatos do esposo da vítima, ao se abaixar para apanhar um pano que estava no chão, sua esposa sentiu a picada visualizando o escorpião logo a seguir. A vítima foi encaminhada ao Pronto socorro pelo Corpo e Bombeiros e não corre riscos de morte.
Foi realizado contato com a Vigilância Epidemiológica Municipal para notificar o caso e solicitar uma visita na residência onde houve o incidente, haja vistas, não ser o primeiro escorpião encontrado pelo casal no local. Essa espécie de escorpião (Tityus serrulatus-popularmente chamado de escorpião amarelo) é a que causa mais acidentes nas Américas.
Possui hábitos intradomiciliares, ou seja, gosta de ficar dentro de casa e seu veneno é perigoso para a saúde humana, agindo no sistema nervoso da vítima. A picada provoca dor intensa no local atingido e se amplia por todo o corpo. A gravidade do envenenamento depende não só da dose como a espécie de escorpião, sendo que o veneno do escorpião amarelo é o mais potente na América do Sul e no Brasil.
Em casos de picada de escorpião amarelo, (ou de qualquer outra espécie), lave o local com água e sabão, tente manter a calma e movimentar-se o mínimo possível para evitar que o sangue circule rápido pelo corpo e acione o serviço de emergência do Corpo de Bombeiros através do 193 ou do SAMU através do 192.
Fonte:4º Pelotão de Bombeiros
Faça seu comentário usando o Facebook