Brasil realiza a maior eleição informatizada do mundo

Compartilhar

O Brasil se prepara para mais uma eleição municipal e a tecnologia é uma aliada no processo de votação. Com uso exclusivo das urnas eletrônicas, o processo é considerado a maior eleição informatizada do mundo.

Ao todo, 147.918.483 eleitores estão aptos a votar para prefeito e vereador em 5.568 cidades. O Brasil é a quarta maior democracia do mundo, fica atrás da Índia, Estados Unidos e Indonésia, países que têm maior número de cidadãos em idade para votar.

O voto eletrônico foi utilizado pela primeira vez em 1996, em um terço dos municípios. Só em 2000, os eleitores de todas as cidades do país puderam computar os votos nas urnas eletrônicas.

O sistema de votação brasileiro virou referência mundial por contar com mecanismos que garantem a segurança do voto. Desde que foi adotada, a urna eletrônica já foi utilizada em 12 eleições sem qualquer indício ou comprovação de fraude.

Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a “informatização do processo eliminou manobras fraudulentas realizadas na época em que a votação era feita em cédulas de papel”. Agora a Justiça Eleitoral utiliza a tecnologia para garantir a “segurança da informação, integridade, confiabilidade e autenticidade do processo eleitoral”.

Segurança
São feitos todos os anos testes públicos de segurança. Além disso, as urnas dispõem de uma série de mecanismos de auditoria e de verificação dos resultados, que podem ser utilizados por candidatos, partidos, coligações, pelo Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil e pela Polícia Federal, entre outras entidades.

Por medida de segurança, a urna eletrônica só executa os softwares desenvolvidos e assinados digitalmente pelo TSE. A proteção do sistema é feita por diversas barreiras em camadas, que, em conjunto, não permitem a violação da urna. Qualquer tentativa de ataque causa uma espécie de efeito dominó, que bloqueia o sistema e trava o equipamento.

Número de candidatos
A estimativa do TSE é que mais de 700 mil candidatos disputem as eleições deste ano. Do total, 69.078 serão eleitos, sendo 57.942 vereadores, 5.568 prefeitos e 5.568 vice-prefeitos. A votação ocorre em 401 mil seções eleitorais e terá apoio de mais de 1,6 milhão de mesários.

Devido à pandemia, o horário de votação foi ampliado em uma hora: das 7h às 17h, mas até às 10h os idosos terão prioridade por serem considerados grupo de risco para a covid-19.

Protocolos sanitários
A Justiça Eleitoral criou um plano sanitário para o dia da votação. Todas as seções eleitorais terão álcool em gel para higienização antes e depois da votação e os mesários receberão máscaras, face shield (protetor facial) e álcool para proteção individual.

É obrigatório o uso de máscara. O eleitor deve evitar contato físico com outras pessoas, manter o distanciamento e permanecer o menor tempo possível nos locais de votação. É recomendável levar a própria caneta e não ir acompanhado de crianças.

 

Fonte: R7
Faça seu comentário usando o Facebook