Brasileira que morava em Alfenas é agredida por noivo na Itália

Compartilhar

Uma brasileira foi agredida pelo noivo na cidade de Palermo, na Itália no mês de junho. Segundo ela em entrevista exclusiva ao G1, disse ter ficado um mês internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) em um hospital da cidade.

Caroline Paiva de Souza, morava com a família na cidade de Alfenas, onde mudou se para a Itália para estudar e trabalhar como DJ. Já fazia dois anos que ela morava fora.

De acordo com a vítima, as agressões aconteceram enquanto retornavam de uma viagem na casa da família do noivo, no caminho ele não estava se sentido bem, disse que estava nervoso e pediu para que o motorista do táxi parasse para que ele ir em uma igreja para rezar. Ainda de acordo com Caroline, o noivo pediu pra que ela fosse junto e ao chegar em um estacionamento começaram as agressões.

Ao voltar para o carro, disse ao taxista que a noiva teria ido embora, mas o motorista percebeu que ele estava sujo de sangue e acionou a polícia.

A moça foi encontrada em um canteiro de flores, conseguiu pedir ajuda, mas logo depois desmaiou novamente.

 Ela teve traumatismo craniano e ossos quebrados pelo agressor, teve que passar por uma cirurgia, passou por três tentativas de reanimação e precisou de transfusões de sangue. Agora, ela  se encontra em uma casa com endereço secreto, protegida pela polícia.

Procurado pelo G1 Sul de Minas, o Ministério das Relações Exteriores disse que acompanha com atenção o caso da brasileira Caroline, por meio do Consulado-Geral do Brasil em Roma. O órgão disse que presta apoio consular legal e materialmente possível.

Faça seu comentário usando o Facebook