Campanha alerta sobre perigos das linhas cortantes

Compartilhar

As forças de Segurança Pública de Minas Gerais iniciam, nesta semana, uma campanha on-line para alertar a população quanto aos riscos do uso de cerol e linha chilena, além de incentivar a denúncia do comércio ilegal desses materiais.

Batizada de “A Vida por um Fio”, a iniciativa é fruto de uma parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) com a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militar.

Lançada nesta quinta-feira (23/7), a campanha conta com vídeo e peças gráficas com alertas e dicas de segurança que serão divulgados pelas redes sociais da Sejusp e das demais forças. O objetivo é minimizar os acidentes envolvendo linha chilena e cerol e fazer com que mais pessoas denunciem o comércio ilegal de linhas cortantes em todo o estado, por meio do Disque Denúncia Unificado (DDU), o 181.

Números

Balanço do 181 aponta 198 denúncias de comércio ilegal de linha chinela e cerol durante o ano de 2019. Em 2020, somente no primeiro semestre, já foram recebidas 143 denúncias – número que, com a campanha, tende a crescer ainda mais. Para o superintendente de Integração e Planejamento Operacional da Sejusp, Leandro Almeida, é importante que a população continue contribuindo com as forças de segurança e denunciando qualquer suspeita, para que essa prática criminosa seja devidamente penalizada.

“É fundamental a participação da sociedade, denunciando a comercialização desses produtos, que podem provocar graves acidentes e até matar. É importante lembrar que o Disque Denúncia 181 garante o sigilo e o anonimato de quem denuncia e funciona nos 853 municípios mineiros, 24 horas por dia, sete dias por semana”, esclarece Leandro.

 

Fonte: Agência Minas
Faça seu comentário usando o Facebook