Carmo poderá ter lei que proíbe queimadas na zona urbana

Compartilhar

A cidade de Carmo do Rio Claro poderá ter em breve a Criação de Lei que proíbe queimadas na Zona Urbana do Município de Carmo do Rio Claro, segundo a Chefe de  Divisão do Meio Ambiente e Saneamento Rúbia de Fátima Silva Soares, o projeto foi encaminhado a Câmara de Vereadores e deverá ser votada nos próximos dias.

As queimadas urbanas prejudicam a população principalmente em períodos de estiagem, como o que ocorre neste momento, e são consideradas um crime ambiental. Ela lembra que a norma tem como objetivo proteger e manter o meio ambiente sadio e equilibrado, ‘bem como evitar riscos para a vida humana, dos animais ou plantas”.

A queimada é uma prática comum dos moradores das cidades, que consiste em atear fogo no lixo, em restos de poda ou roçagem, e em terrenos ou espaços vazios com muito mato, o resultado afeta a saúde humana, pois há diversos elementos tóxicos contidos na fumaça da queimada.

Em Carmo do Rio Claro foram registrados no último mês, vários locais de queimadas em bairros urbanos, entre eles o bairro do Rosário, Coração Eucarístico, América do Sul 2 e Planalto 2, onde foi o local com maior proporção de queimadas, sendo repetidas duas vezes em menos de 15 dias.

Os meses de agosto e setembro são, tradicionalmente, os mais quentes e secos na região. Neste ano, a situação é ainda pior por causa da umidade relativa do ar, que está em 20%.

Veja abaixo no vídeo detalhes com a Chefe de Divisão do Meio Ambiente e Saneamento.

Faça seu comentário usando o Facebook