Cartórios do Sul de MG devem redistribuir número de eleitores por seções

Compartilhar

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, houve grande dificuldade no último processo licitatório para aquisição de mais urnas para as eleições municipais deste ano, que acontecem no dia 15 de novembro.

Por causa disso, a recomendação do TSE é a agregação de duas ou mais seções eleitorais que estejam no mesmo local, no mesmo endereço. Com isso, haveria a redistribuição do número de eleitores entre essas seções, sem maiores prejuízos, já que o local de votação não mudaria.

Confira como fica a situação das quatro cidades mais populosas da região:

  • Poços de Caldas é a única cidade da região com duas zonas eleitorais. Em 2018, a Zona 222 tinha 181 seções eleitorais. Com a mudança, a estimativa é que sejam 100 seções. Já na Zona 350 eram 213 seções em 2018 e a previsão é que sejam 183 neste ano.
  • Em Varginha, eram 286 seções nas eleições de 2018. Neste ano, com as mudanças, serão 277 seções, nove a menos.
  • Em Passos, eram 256 seções na última eleição. Em 2020, serão 225, uma diminuição de 31 seções.
  • Em Pouso Alegre, eram 324 seções, sendo são 339, 15 seções a mais. O cenário deve mudar, mas os novos números ainda não foram consolidados, segundo o Cartório Eleitoral da cidade.

    As mudanças ainda não foram definidas pelo Tribunal Regional Eleitoral.

    Fonte: G1
Faça seu comentário usando o Facebook