Casos suspeitos de Dengue e Chikungunya é registrado em Paraíso

Compartilhar

O surgimento de vários casos suspeitos de Dengue e pelo menos um de Chikungunya em São Sebastião do Paraíso está fazendo com que os órgãos de Saúde do Município estejam atentos neste início de ano. Com o clima favorável a procriação do mosquito aedes aegypti, causador destas doenças, está motivando que ações sejam tomadas no sentido de evitar a explosão de casos. A realização do mutirão de limpeza é uma destas medidas colocadas em prática, como a que acontecerá no próximo sábado,27, no Distrito de Termópolis.

Ao realizar um balanço das atividades no primeiro mês de sua administração o prefeito Marcelo Morais chegou a abordar a situação da dengue. Ele comentou que a situação no município é de alerta uma vez que o índice de infestação havia chegado a 10%, muito acima do tolerável em termos de avaliação, condição que estava demandando uma reação à altura.

Conforme o coordenador do Controle de Zoonoses, Luciano Santana, o número de focos do mosquito da dengue encontrados em Paraíso é considerado alto conforme o Levantamento Rápido de Índices para o Aedes Aegypti (Liraa). “O índice indicado pela Secretaria de Estado de Saúde é de 1%, isso significa que nossos índices estão muito altos e estamos trabalhando para evitar que a doença se espalhe. Neste ano foram notificados 27 casos suspeitos, tendo sido confirmado um novo caso da doença no município”, anuncia reportando a dados das primeiras semanas de 2021.

Desde 19 de junho de 2020 a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais, (SES-MG) passou a divulgar também os casos confirmados de dengue, Chikungunya e Zika. Até 17 de fevereiro deste ano, Minas Gerais registrou 5.716 casos prováveis (casos notificados exceto os descartados) de dengue. Desse total, 1.582 casos foram confirmados para a doença. Foi confirmado 1 óbito por dengue em Minas Gerais até o momento.

Na região Sul os indicadores apontam para o baixo risco de contaminação. Isso acontece quando não há casos de mortes, registro com redução de casos quando comparado com a média de óbito do mesmo período de anos epidêmicos. Mesmo assim o último boletim divulgado São Sebastião do Paraíso aparece com apontamento de um caso provável de Chikungunya, ocorrido no período da Semana 49 de 2020 a Semana 06 de 2021. Quanto às suspeitas de dengue o índice saltou para 44, conforme registro da Semana 07, em 15 de fevereiro.

Um mutirão de limpeza no distrito da Guardinha foi realizado recentemente. A medida resultou no recolhimento de mais de seis toneladas de entulho que foram descartados de maneira correta. No próximo sábado (27), mutirão deverá ser realizado em Termópolis

De acordo com a SES/MG, em relação à Febre Chikungunya, no Estado, foram registrados 1.118 casos prováveis da doença e, desse total, 272 casos foram confirmados. Não foram confirmados óbitos por Chikungunya em Minas Gerais até o momento. Já em relação à Zika, foram registrados 62 casos prováveis e, desse total, 4 confirmados. Não foram confirmados óbitos por Zika em Minas Gerais até o momento.

Minas Gerais vivenciou quatro Epidemias de Dengue nos anos de  2010, 2013, 2016 e 2019. Em 2019 foram notificados 474 mil casos prováveis e 188 óbitos por dengue. Em 2020 foram notificados 84.636 casos prováveis e 13 óbitos por dengue.

Fonte: Jornal Sudoeste
Faça seu comentário usando o Facebook
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com