Onda Sul FM

Cavalos são furtados do Centro de Controle de Zoonoses de Poços de Caldas

Segurança do local já havia sido reforçada depois de outro arrombamento

Na manhã desta quarta, 21, funcionários do CCZ, o Centro de Controle de Zoonoses, encontraram o curral do espaço arrombado. Cinco cavalos foram furtados. Para entrar na área, os vândalos estouraram um cadeado e mais uma caixa com três trancas de chaves tetra. “Alguns dos animais levados esta semana, inclusive já haviam sido apreendidos e furtados anteriormente, do CCZ. Todos os animais que passam pelo CCZ são chipados, o que permite localizar tanto proprietário quanto endereço de origem. Estamos traçando estratégias de fiscalização in loco, com o objetivo de identificar os envolvidos nestas ações criminosas que vão totalmente contra o nosso trabalho”, afirmou o secretário de Saúde Flávio Togni de Lima e Silva.

A segurança do local já havia sido reforçada recentemente, depois de um outro arrombamento. De janeiro até agora, já foram 11 situações deste tipo no CCZ, com 28 animais furtados, sendo 25 equinos e 3 muares. Todas as ocorrências são registradas na Polícia Militar e posteriormente, encaminhadas à Polícia Civil, para investigação.

O CCZ tem um plantão para apreensão de animais de grande porte e este trabalho é feito sempre que há um animal solto em via pública, ocasionando o risco de acidentes. Segundo a Lei Complementar Nº. 191, na primeira apreensão, para retirar o animal do CCZ, o proprietário precisa pagar uma taxa de 50 UFMs – Unidade Fiscal do Município. No caso de reincidência e para cada situação, a taxa dobra para 100 UFMs. A UFM atualmente está em R$ 3,73 (três reais e setenta e três centavos). Já de acordo com a Lei Complementar Nº. 58, se em até cinco dias após a apreensão, o proprietário de animal identificado não comparecer ao CCZ, automaticamente ele perde a posse e o animal fica disponível para adoção. Este prazo é de três dias para o caso de animais não identificados.

“Além de configurar dano ao patrimônio e furto, são práticas que interferem negativamente no nosso trabalho. Somos cobrados constantemente pela população que tem todo direito de exigir um serviço de qualidade mas em contrapartida, temos ocorrências como estas. Nós enquanto Secretaria de Saúde realizamos o nosso trabalho e vamos nos esforçar no sentido de coibir estes crimes. Esperamos contar com o apoio da população, para mudar esta realidade”, finalizou o secretário de Saúde.

Este ano, o serviço já realizou 94 apreensões. Denúncias de animais de grande porte soltos em via pública podem ser feitas pela Ouvidoria Municipal de Saúde, pelo 0800-283-0324, com ligação gratuita, de segunda a sexta, das 8h às 17h. Já o plantão do CCZ deve ser acionado pelo 98871-0479.

 

Via prefeituramunicipal
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2020 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA