Cidade de Fama intensifica medidas de prevenção após primeiros casos de Covid-19

Compartilhar

Depois de quase seis meses conseguindo evitar contaminações pela Covid-19, Fama (MG) teve os três primeiros casos confirmados durante esta semana. E para evitar que novas infecções ocorram, a cidade, que a cidade é banhada pelo lago de Furnas, irá intensificar as ações de combate ao novo coronavírus.

Desde o início da pandemia, o município já havia sido fechado, barreiras sanitárias foram instaladas para evitar a disseminação do vírus. A ação deu certo por quase seis meses, foram 166 dias sem nenhum caso confirmado.

om as confirmações nos últimos dias, novas medidas já estão sendo colocadas em prática pela administração municipal.

“Nós vamos intensificar ainda mais tudo aquilo que vínhamos fazendo. Essa semana vamos rever o decreto. Nós conseguimos 166 dias bloquear a doença e não permitir que ela entrasse no nosso município. Infelizmente ela chegou e nós estamos trabalhando para manter do jeito que está, isolando e tomando outras decisões rigorosas”, destacou a secretária Municipal de Saúde, Soraia Conceição Carlos.

Ela ainda salientou que trabalhos de pulverização estão sendo feitos na cidade. Soraia comentou ainda sobre o terceiro caso de Covid-19, que foi confirmado na sexta-feira (11).

“Estamos fazendo um trabalho de pulverização, na cidade toda, e também o bairro dos Rochas, onde foram confirmados dois casos. O terceiro caso foi identificado ontem e a gente tem a equipe do pessoal da epidemiologia fazendo a pesquisa, isolando as pessoas e tomando todas as medidas que preparamos”, disse.

Infecções

A primeira infecção veio de um morador que teria importado o vírus de uma cidade vizinha. O segundo caso confirmado é de um morador da zona rural.

A secretária acredita que a cidade já esteja em transmissão comunitária e um novo caso deve ser confirmado ainda neste fim de semana. A secretária segue monitorando todas as pessoas que tiveram contato com os casos confirmados.

única cidade do Sul de Minas sem nenhum caso confirmado é São Tomé das Letras, primeiro município da região a restringir o acesso, no dia 17 de março. A cidade permanece fechada para visita de turistas até, pelo menos, o dia 20 de setembro. O decreto deve ser prorrogado.

Fonte: G1 Sul de Minas

Faça seu comentário usando o Facebook