Onda Sul FM

Com o fim do prazo, lixo de Poços será levado para aterro sanitário de Andradas

O Ministério Público deu um prazo para a prefeitura de Poços de Caldas solucionar o problema em decorrência do aterro sanitário. Esse prazo foi dado no ano de 2016, onde o Ministério Público criou um Termo de Ajustamento de Conduta para que Poços de Caldas adequasse o aterro da cidade ás normas ambientais.

Mesmo com todo o prazo oferecido pelo MP, o problema não teve solução e então, o fim chegou na última quarta-feira, 20. Agora a decisão do Ministério Público é que a prefeitura de Poços de Caldas dê fim ao aterro. O secretário de Serviços Públicos afirma que agora precisa de uma aprovação da câmara para integrar o consórcio que administra o aterro de Andradas.

De acordo com a assessoria da Câmara, o projeto passa por análise das comissões e ainda não há a previsão para discutir o voto. Já de acordo com a Prefeitura de Andradas, o consórcio que administra o aterro da cidade já deu sinal verde para a entrada de Poços de Caldas.

FOTO ILUSTRAÇÃO

A partir desta quinta-feira, 21, a prefeitura de Poços de Caldas paga uma multa diária de R$ 500 por não cumprir a exigência do Ministério Público. Esse valor se junta a cerca de R$ 290 mil acumulados por não cumprirem os prazos anteriores, diz o promotor Sidnei Boccia.

 

 

Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA