Corpo de Bombeiros alerta para risco de afogamentos nesta época do ano

Compartilhar

Com o calorão, muita gente procura cachoeiras, açudes e rios para se refrescar. Mas é preciso cuidado para evitar acidentes.

Com a chegada do calor fora do normal, muita gente tem procurado alternativas para se refrescar nesta época do ano. Cachoeiras, açudes, rios e lagoas são as opções que têm sido bastante procuradas pelo público em geral. Mas o Corpo de Bombeiros de Guaxupé alerta para os riscos desse tipo de passeio.

“Primeiramente a gente pede para verificar bem o local para saber se é um local que oferece segurança como guarda vidas ou militar do corpo de bombeiros para que possa prestar atendimento em caso de acidente. A gente pede também para prestar atenção em relação ás placas de informação no local, quanto a salubridade da água e se um lugar indicado para recreação. A gente pede também que antes de entrar na água, evitar ingerir bebida alcóolica ou fazer refeições muito pesadas. A gente pede para estar sempre acompanhado e não deixar crianças sozinhas. No caso de cachoeiras, evitar se aventurar”, alerta o comandante do 4º Pelotão do Corpo de Bombeiros de Guaxupé, Tenente Josué Pereira.

Segundo o Tenente, a maior preocupação em relação aos banhistas é com as pessoas que sabem nadar. “Sempre vem à mente que no afogamento é a pessoa que não sabe nadar e afogou, mas os acidentes em geral são com pessoas que sabem nadar, que são mais corajosas e aventureiras. Então é uma preocupação”, explica.

• Procure locais que possuam guarda-vidas;

• Verifique as condições do local onde pretende mergulhar; como a turbidez da água

• Não deixe a água ultrapassar a linha da cintura.

• Fique de olho nas crianças sob sua guarda;

• Jamais nade após ingerir bebidas alcoólicas;

• Mantenha as crianças a apenas um braço de distância;

• Nunca mergulhe de cabeça. Mesmo tendo experiência, certifique-se antes da profundidade e verifique a presença de pedras ou outros objetos que possam causar ferimentos;

• Em embarcação, não entre antes de colocar o colete salva vidas, em você e em quem estiver sob sua responsabilidade; e

• Nunca tente salvar banhistas vítimas de afogamento, a menos que seja habilitado ou treinado para o procedimento. Limite-se a lançar algum objeto que ajude a flutuação da vítima e acione os guarda-vidas ou a emergência pelo telefone 193.

 

 

 

 

Fonte; Portal da Cidade Guaxupé
Faça seu comentário usando o Facebook