Covid-19: Hemominas recebe 1º voluntário de doação de plasma

Compartilhar

Nesta sexta-feira, 5, foi realizada a primeira coleta de plasma para o estudo desenvolvido por pesquisadores da Fundação Hemominas, com objetivo de ajudar na recuperação de pacientes internados por covid-19.

O voluntário L.P.R.L, 32 anos, compareceu ao Hemocentro de Belo Horizonte para fazer a coleta pelo método de aférese, no qual é retirada somente uma parte do sangue – nesse caso, o plasma.

O doador já havia feito uma primeira visita à Hemominas, no dia 3 de junho, na qual passou por uma triagem médica e fez alguns exames para confirmar se estava dentro de todos os critérios para o estudo.

A previsão é que, no início da próxima semana, o plasma deste doador já esteja disponível para utilização nos pacientes internados.

O estudo “Imunoterapia passiva como alternativa terapêutica de tratamento de pacientes com a forma grave de covid-19” foi autorizado pelo Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (Conep).

A presidente da Hemominas, a médica hematologista Júnia Cioffi, esclarece que este tipo de terapia tem apresentado resultados satisfatórios e já foi utilizado em outros surtos de doenças infecciosas, como em pacientes infectados por SARS, MERS, H1N1 e ebola.

Júnia Cioffi aposta, mais uma vez, na solidariedade dos mineiros: “Para obter o plasma necessário para o estudo é preciso que aqueles que já se curaram da infecção e foram liberados do isolamento obrigatório estejam dispostos a participar do processo e ceder o sangue”, acrescenta.

O projeto é coordenado pelo médico hematologista da Fundação Hemominas, Marcelo Froes, e realizado em parceria com a Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), por meio do Hospital Eduardo de Menezes, e a UFMG, via Instituto de Ciências Biológicas.

Doadores

Para participar do estudo, é preciso ter o seguinte perfil:

Ser do sexo masculino;
Ter entre 18 e 60 anos;
Ter um resultado de PCR positivo para SARS-Cov-2 (novo coronavírus);
Não apresentar sintomas da covid-19 há, pelo menos, 14 dias;
Já ter sido liberado do isolamento obrigatório pelo médico;
Estar apto, segundo os demais critérios de doação regular de sangue.

Os voluntários que se enquadrarem nos quesitos acima devem agendar a doação de plasma no Serviço de Aférese do Hemocentro de Belo Horizonte pelo telefone: (31) 3768-4524.

Após o agendamento, o doador de plasma precisará comparecer duas vezes ao Hemocentro de Belo Horizonte. Na primeira visita, será feita uma entrevista e a coleta de material para exames.

Na segunda visita, será realizada a doação do plasma, por meio de um processo denominado aférese. Esse processo permite que seja retirado apenas o hemocomponente necessário – o plasma – retornando os demais componentes para o doador. É um procedimento seguro, que é realizado em 40 minutos, aproximadamente.

O estudo, neste primeiro momento, será feito apenas em doadores do sexo masculino. O coordenador Marcelo Froes explica o motivo de não ser coletado plasma de doadoras do sexo feminino: “As mulheres são consideradas grupos de risco para doação do plasma porque, caso já tenham estado grávidas, podem ter desenvolvido anticorpos que podem causar reações pulmonares graves em pacientes com covid-19”.

 

Fonte: Agência Minas
Faça seu comentário usando o Facebook

One thought on “Covid-19: Hemominas recebe 1º voluntário de doação de plasma

Comments are closed.