Criminosos atraem família para armadilha, torturam e matam homem a tiros

Compartilhar
Foto: Jornal Jogo Sério

Entre as cidades de Guaranésia e Guaxupé, um homem foi brutalmente assassinado na segunda-feira (25). A ocorrência que ainda está em andamento envolveu também a esposa e as duas filhas dele, as quais não chegaram a ser mortas, conforme premeditaram os autores do crime.

A Polícia Militar realizou a operação do caso e já capturou três suspeitos, mas ainda busca por um outro que estava escondido no matagal.

No caso, o rapaz identificado como L.A.S, morador do bairro rural conhecido como Serradinho, em São Pedro da União, foi torturado e veio a óbito após levar tiros dos criminosos. De acordo com informações, o rapaz já havia cumprido pelo menos duas penas pelo crime de tráfico de drogas. Conforme as informações preliminares, ele, a esposa e as crianças foram atraídos para uma armadilha, um suposto almoço.

Já no local, L., a vítima, foi dominado e deu-se início a sessão de tortura. De início, as informações obtidas a respeito do caso demonstram que o fato pode ter sido motivado por dívida de drogas, por outro lado, há a versão de que o homem morto havia ameaçado um dos autores do crime de morte.

Embora as informações sejam extraoficiais, há suspeita de que a família ficou como refém dos criminosos durante horas, até o momento da execução de L., em uma área rural próxima ao presídio de Guaranésia/Guaxupé. Já de acordo com o plano, a mulher da vítima seria morta nas proximidades da Fazenda São Luis Gonzaga (a polícia busca esclarecimentos do local). Porém, a mulher conseguiu pular do carro em que estava, deixando as crianças para trás, e buscar por ajuda.

Ao fim do caso e de acordo com as informações que se tem até o momento, a esposa conseguiu pedir socorro e pegou carona com um homem que passava pelo local, o veículo em que estava foi perseguido por dois bandidos, mas sem sucesso. Sendo que, um acidente durante esse percurso de perseguição ocorreu, dando chance ao motorista de fugir com a vítima. Após isso, os criminosos abandonaram as crianças Avenida Felipe Elias Zeitune, onde receberam ajuda de populares até serem entregues na 79ª Cia. PM/MG (onde encontraram-se com a mãe, também já sã e salva).

A polícia, que ainda trabalha na ocorrência, divulgará detalhes logo mais, mas acredita-se que o crime tenha se tratado de um acerto de contas entre as partes, já que L. era envolvido com o tráfico de drogas. Contudo, detalhes serão divulgados posteriormente.

Fonte: Jornal Jogo Sério – Reprodução Resende Web TV via redes sociais

 

 

Faça seu comentário usando o Facebook