Criminosos colocam fogo na Câmara de Passos, em ônibus e atiram em prédio da Polícia Militar

Compartilhar

É nesse cenário de guerra que amanheceu a cidade de Passos, na região Sul de Minas, nesta segunda-feira 4.

(Foto/Reprodução)

Na noite deste domingo 3, o prédio da Câmara Municipal de Passos, foi incendiado. O ataque foi entre 1h30 e 2h. Segundo o Major Célio Aparecido a polícia só foi acionada para atender a ocorrência na manhã desta segunda.

Um vigia do edifício contou à Polícia Militar que durante a madrugada um homem quebrou uma das janelas com uma pedra, jogou gasolina em uma cortina e depois ateou fogo. O funcionário conseguiu apagar as chamas rapidamente, mas o suspeito não foi identificado por ele.

Segundo a assessoria de imprensa da Câmara Municipal, o ataque causou pequenos estragos no plenário, em uma parte que fica em frente à janela quebrada.

Prédio da Polícia Militar

O ataque foi contra um pequeno prédio da Polícia Militar utilizado para registrar boletins de ocorrência. O local estava vazio no momento dos disparos, que aconteceu por volta de 19h05. Os criminosos atiraram 10 vezes contra o edifício com uma pistola semiautomática calibre 380.

Ônibus incendiado

O ônibus foi incendiado às 20h55. A Polícia Militar ainda não deu detalhes sobre o ataque contra o coletivo.

Segundo a Polícia Militar, os três ataques no município do Sul de Minas aconteceram em um intervalo de sete horas, entre 19h da noite desse domingo e 2h da madrugada desta segunda.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Via Otempo
Faça seu comentário usando o Facebook