Dia dos Namorados deve apresentar baixa de mais de 40% nas vendas

Compartilhar

As vendas do Dia dos Namorados devem apresentar uma redução, por conta da pandemia do novo coronavírus, em comparação com o ano passado. O volume de vendas do varejo deve ser de R$ 937,8 milhões, uma redução de 43,1% em relação a 2019, quando atingiu $ 1,65 bilhão.

A queda apresentada neste ano, causada pela pandemia, foi apontada por um estudo feito pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviço e Turismo (CNC).

O Dia dos Namorados ocorre em meio ao afrouxamento das medidas de isolamento social em algumas cidades, como Belo Horizonte. Na capital mineira, desde o dia 25 de maio, a prefeitura permitiu a retomada gradual do comércio. Em Uberlândia, no Triangulo Mineiro, o comércio também está funcionando com restrições. As atividades não essenciais estão abrindo de segunda a sexta das 10h às 18h, e não podem abrir aos finais de semana.

Ainda segundo o estudo, por conta do afrouxamento das medidas, a venda no Dia dos Namorados deve ser maior do que no Dia das Mães, que aconteceu quando a maior parte das pessoas estava em quarentena. A queda no Dia das Mães foi de -59,2%.

As lojas consideradas não essenciais devem ter as maiores perdas, como lojas de calçados e vestuário. Nestes estabelecimentos, a perda deve ser de -71,3% se comparado com o ano passado. Informática e comunicação vem na sequência com redução de – 58,5%.

A perda é esperada para todo o país, mas em Minas Gerais, segundo o levantamento a queda deve ser de 30,7%. O estado, juntamente com São Paulo e Rio de Janeiro representam mais da metade das vendas para a data.

Faça seu comentário usando o Facebook
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com