Dia Internacional de Combate à Violência Contra Mulheres

Compartilhar

Vinte e cinco de novembro é o Dia Internacional de Combate à Violência contra as Mulheres, que foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU). Em Passos, o Coletivo Soul Mulher com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social promove no próximo sábado, 25, a partir das 9h na Praça Geraldo da Silva Maia, em frente à Casa da Cultura, diversas atividades (rodas de conversa, passeata de enfrentamento à violência) como forma de marcar esse dia no combate à violência contra as mulheres.

A história desta data vem de trás: desde os anos 80 que a América Latina assinala a morte de três irmãs dominicanas, ativistas assassinadas por ordem do ditador Rafael Trujillo. Minerva, Patria e María Teresa Mirabal cresceram num ambiente de classe média, pelo menos duas frequentaram a universidade, e mantinham uma forte atividade política, sobretudo Minerva – atividade que envolveu, em vários momentos, passagens pela prisão. 25 de novembro de 1960, depois de uma visita aos maridos de María Teresa e Minerva, que estavam presos, foram assassinadas, juntamente com o motorista.

Sob diversas formas e intensidades a violência contra a mulher é recorrente e presente no mundo todo, manifestando-se como assédio, exploração sexual, tortura, violência psicológica, agressões. É preciso envolver os homens na superação dessa cultura violenta e criar mecanismos que assegurem o protagonismo das mulheres por meio de políticas públicas de educação, autonomia econômica e financeira, equidade no trabalho doméstico e no trabalho remunerado, cobrando respostas do Poder Público e da iniciativa privada nesse sentido; assim como garantir investimentos de qualidade que garantam a expansão da rede de atenção e enfrentamento à violência. No Brasil a cada 4 minutos uma mulher é vítima de agressão e a cada uma hora e meia ocorre um feminicídio (morte de mulher por questões de gênero).

Estima-se que uma a cada três mulheres no mundo sofra violência em algum momento da vida. A Central de Atendimento à Mulher, mais conhecida como Ligue 180 é um serviço de utilidade pública e anônima. A Central recebe denúncias de violência, reclamações sobre serviços da rede de atendimento à mulher e orienta as mulheres sobre seus direitos e acerca da legislação vigente, dando encaminhamento para outros serviços quando necessário.

Em Passos, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) localizado na Rua: Barão de Passos, 812 (Telefone: 3522-7047), oferta serviços especializados e continuados às famílias e indivíduos que se encontram em situação de ameaça ou violação de direitos, executa ações em rede, visando assegurar a proteção e defesa dos direitos da mulher.

O Creas conta com um atendimento técnico-especializado composto por uma equipe multiprofissional, prestando apoio psicossocial e sociojurídico, articulando serviços em defesa de direitos, buscando a saída do contexto de vida violenta. Os serviços funcionam em articulação com o Ministério Público, o Poder Judiciário, a Defensoria Pública e o Conselho Tutelar.

Dia Internacional de Combate à Violência Contra Mulheres.
Via Folhadamanha
Faça seu comentário usando o Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.