Onda Sul FM

Dois corpos esperam para ser retirados após acidente entre caminhões entre Alfenas e Paraguaçu

O Corpo de Bombeiros ainda tenta retirar dois corpos que foram carbonizados no acidente entre um caminhão com gás de cozinha, um de combustível e um carro na BR-491, entre Alfenas e Paraguaçu.

A perícia está trabalhando para descobrir quais as causas do acidente. O que se sabe até o momento é que os caminhões inflamáveis bateram de frente e o carro, que vinha atrás, não conseguiu frear ou desviar e também atingiu os outros veículos envolvidos no acidente.

Pedro Augusto Ferreira Morais tinha 22 anos e estava no carro junto com a noiva, que foi socorrida por outro carona e teve ferimentos leves. Ele era estudante de direito e voltava do estágio que fazia no fórum de Paraguaçu.

O caminhão que continha etanol ia para Campos dos Goitacazes (RJ), já o outro, que transportava gás pertencia a uma empresa de Alfenas. O motorista, Renato Henrique de Souza, de 34, morreu no local. Ele morava em Alfenas e tinha duas filhas, uma de 11 anos e outra de 3 meses. A família dele também esteve no local.

O motorista do caminhão de combustíveis, ficou preso ás ferragens mas foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado em estado de urgência de helicóptero até o hospital.  Alexsandro Viana Souza, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Nesta quinta-feira cedo o trânsito a polícia ainda precisou orientar os motoristas, para seguir com a operação de resgate. Foi possível retirar o corpo carbonizado do carona no caminhão de combustível, Rodrigo da Silva Soares.

Por fim, o trabalho dos policiais precisou ser interrompido porque eles perceberam que ainda existe risco de explosão do caminhão que transportava etanol. Sendo assim, dois corpos que estão carbonizados nas ferragens só poderão ser resgatados depois que houver segurança.

 

Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA