Onda Sul FM

Proprietário e funcionário de clínica foram presos por suspeita do assassinato de interno

Interno de 37 anos teria morrido após sofrer agressões pouco tempo depois de ter dado entrada em clínica de reabilitação em Poços de Caldas.

Proprietário e funcionário da clínica foram detidos. (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil de Poços de Caldas deu detalhes na tarde dessa terça-feira, 27, da prisão de duas pessoas por suspeita de envolvimento na morte de um homem de 37 em uma clínica de reabilitação no dia 18 de março.

De acordo com a polícia, o dono da clínica e um funcionário foram detidos na segunda-feira, 26, após equipes da Polícia Civil e Vigilância Sanitária cumprirem mandados de busca e apreensão no local a fim de apurar possíveis irregularidades.

Durante as investigações, a polícia ouviu testemunhas que afirmaram que era comum que os internos fossem dopados na clínica e que agressões funcionavam como castigos.

Segundo a Polícia Civil, Álvaro Luís Pinheiro teria morrido após ser agredido por funcionários da clínica de recuperação de dependentes químicos. Um laudo do Instituto Médico Legal já havia apontado indícios de violência.

Segundo a defesa do proprietário da clínica, as agressões teriam sido cometidas por dois internos que fugiram do local após o incidente.

Os dois presos têm passagens pela polícia. O dono já responde por lesão corporal, receptação, tráfico de drogas e ameaça. Já o funcionário tem passagens por lesão corporal em Minas Gerais e São Paulo.

 

 

Via portaldacidade
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA