Enfermeiros de Varginha farão protesto pacífico na próxima segunda-feira

Compartilhar
Com o movimento #CrieOPisodaEnfermagem, profissionais da categoria em Varginha realizarão um protesto pacífico na próxima segunda-feira (31). O grupo se reunirá na Concha Acústica, no Centro, a partir das 17h30, para exigir que seja criado o piso salarial da enfermagem.
Em Minas Gerais, o principal objetivo do movimento é fazer com que o governador Romeu Zema envie para a Assembleia Legislativa um Projeto de Lei determinando o valor do piso salarial.
Com o protesto, o Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais pretende aumentar a pressão sobre o governador, afirmando que ele “continua mudo, como se nada acontecesse, como se o movimento de 200.000 famílias que apoiam a enfermagem não existisse”, disse.
Segundo a coordenação do movimento, os profissionais seguirão todos os cuidados de proteção e distanciamento necessários, por causa do coronavírus durante a manifestação.
“Esse ano de 2020, devido à pandemia do Covid-19, tivemos aplausos, fomos chamados de heróis, tivemos reconhecimento. Porém, queremos mais do que isso, desejamos a valorização da classe profissional, porque, acima de tudo, somos seres humanos com aspirações, necessidades e precisamos de melhores condições para continuarmos a contribuir com a nossa sociedade”, enfatizou a enfermeira Ludmyla Rodrigues, uma das organizadoras do protesto em entrevista ao VarginhaDigital.
A presidente da Câmara de Varginha, Zilda Silva, afirmou que o Legislativo apoia a ação e que a Casa já tem preposições que solicitam benefícios para a classe, enfatizando a importância deles para a saúde.
“A Câmara de Varginha apoia essa reivindicação da categoria, que é justa e que está principalmente dentro da legalidade. O Legislativo já tem várias proposições destinadas solicitando benefícios para enfermeiros, auxiliares e técnicos em enfermagem exatamente por ter a real noção da importância que esses profissionais têm para a área da saúde. Só cabe ressaltar que os vereadores aprovam o que chega do Executivo e não conseguimos fazer nenhum Projeto de Lei neste sentido. Por isso reafirmo nosso apoio e caso chegue à Câmara um projeto neste sentido, tenho certeza que será aprovado por unanimidade”, afirmou Zilda.
Além de Varginha,Três Corações também terá a manifestação, marcada para este sábado (29). Outras cidades da região seguem ainda se organizando para o ato.
Fonte: Varginha Online
Faça seu comentário usando o Facebook