Equipe da saúde anuncia mobilização contra o Aedes Aegypti em Passos

Compartilhar

A Prefeitura de Passos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e equipe de mobilização Social, está preparando uma grande frente de ataque ao mosquito Aedes Aegypti. Como forma de ação preventiva, a equipe da vigilância em saúde vai promover ações de mobilização neste mês de dezembro aproveitando o horário estendido do comércio. O objetivo é conscientizar e mobilizar a todos quanto à importância das ações preventivas, para evitar a transmissão das arboviroses.

Equipe da saúde anuncia mobilização contra o Aedes Aegypti em Passos.

Uma mobilização nos dias 20, 21 e 22 de dezembro foi preparada para alertar a todos quanto ao risco das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. A ação estratégica vai iniciar na quarta feira, a partir das 18h, quando a equipe vai visitar os comércios da cidade e abordar as pessoas que estão transitando pelas principais avenidas, para tirar dúvidas e distribuir material impresso com informações importantes de prevenção.

Com a chegada das chuvas os possíveis criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya aumentam e o calor acelera o seu ciclo, fazendo com que o desenvolvimento do ovo a fase adulta seja bem mais rápido. A forma mais eficiente de evitar que os mosquitos cheguem à fase adulta e que ocorram surtos das doenças é eliminar o ciclo de vida do inseto. Os criadouros domésticos representam mais de 80%, objetos como pratos de vasos de planta, o bebedouro dos animais, os ralos, os resíduos sólidos acumulados nos quintais e os locais incomuns como bandejas externas de geladeiras e ar condicionado são locais que na maioria das vezes passam despercebidos.

A equipe de mobilização vai agir no mês de dezembro para alertar a população dos riscos e da importância de todos fazerem uma inspeção semanal em casa. Uma pesquisa feita pela Fiocrus concluiu que dez minutos são suficientes para eliminarmos os criadouros do mosquito. A diretora de Saúde Coletiva, Adriana Torres, alerta que “todos devem se manter mobilizados para o combate ao vetor e que as inspeções semanais, precisam se tornar um hábito, principalmente com o período de chuvas de final de ano, que é quando os locais propícios se multiplicam”.

Segundo a administração municipal, todos devem redobrar os cuidados preventivos contra o mosquito do transmissor, bem como a atenção com os primeiros sintomas como febre alta, dores de cabeça, dor atrás dos olhos e manchas avermelhadas pelo corpo, caso ocorra, procure a unidade de saúde imediatamente.

Qualquer dúvida, denúncia ou sugestão deverá ser encaminhada à Vigilância Ambiental em Saúde e Controle de Zoonoses pelos telefones 3522 4249 ou 3521 5046.

Via Folhadamanha
Faça seu comentário usando o Facebook
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com