Onda Sul FM

Espuma jogada em rio preocupa moradores. Copasa diz não ser responsável

Uma espuma jogada no leito do Rio Sapucaí Mirim está preocupando moradores e vereadores de Pouso Alegre-MG. O material estaria sendo jogado na água junto ao esgoto da cidade, que estaria sem tratamento, conforme apontado pela Câmara Municipal da cidade. Agora o município pede uma solução para a Copasa, mas ela nega ser responsável pelo problema.

Segundo levantando por uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na câmara daquela cidade, o esgoto está sendo jogado na água in natura, ou seja, sem qualquer tipo de tratamento. A espuma sai das manilhas e cai direto no rio.

O cheio no local é forte e moradores dizem que, dependendo do dia, a espuma chega a até dois metros de altura, o que é possível constatar pelas marcas de umidade no barranco. Um vídeo feito por moradores também mostra a situação.
A taxa de esgoto cobrada na cidade é de 92,5% sobre o valor da água, o que quase dobra a conta no fim do mês. A cobrança revolta os moradores ao ver a cena no leito do Rio Sapucaí Mirim.

O rio sofre com o despejo de esgoto em diversos pontos. No bairro Jatobá, as manilhas estão soltas há anos e, por isso, os moradores acreditam que tudo está indo direto para o rio.
A situação foi parar na prefeitura que, recentemente, entrou com uma ação civil pública contra a Copasa por deficiência do serviço prestado.
A Justiça entendeu que o tratamento deve ser feito, mas não suspendeu a cobrança da taxa de esgoto. A prefeitura e a Copasa ainda podem recorrer da decisão.

Esclarecimento da Copasa

A Copasa informa que o problema no rio Sapucaí Mirim, em Pouso Alegre, é oriundo das galerias pluviais, e não são de responsabilidade da empresa. Portanto, não se trata de lançamento de esgoto no rio.
A Companhia esclarece que a espuma observada nas águas do rio é provocada pelo lançamento irregular de água servida pelos próprios moradores, que contém detergentes, sabão e similares, nas galerias pluviais – redes destinadas para receber a água de chuva. Essa água vai para a Lagoa da Banana e desagua nos rios da região. Além da espuma, o movimento da água provoca o movimento dos resíduos acumulados no fundo da lagoa e consequentemente exalando mau cheiro.

 

Foto: Reprodução/EPTV
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2020 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA