Estudo aponta que Alfenas foi a cidade do Sul de Minas mais atingida pela pandemia da Covid-19

Compartilhar

Pesquisadores da Unifal (Universidade Federal de Alfenas), realizaram alguns estudos do cenário atual da Pandemia, causada pelo vírus da Covid-19, no Sul de Minas, onde os números apontam que a região vive uma situação parecida com Manaus, capital do Amazonas.

Os estudos apontaram, Alfenas é a cidade mais atingida pelo coronavírus, entre as cidades com mais de 40 mil habitantes no Sul de Minas, tendo maior risco de contágio da doença. Poços de Caldas, houve uma quantidade maior de mortes pela doença. O estudo ainda apontou que o Sul de Minas apontou no dia 17 de janeiro uma média semanal nos crescimentos de casos da doença de 126% e Manaus 125%. Esse aumento se deve ao reflexo das festividades realizadas no final do ano, a população se aglomerou, não respeitou às medidas de prevenção da Covid-19 e a conta bem alta chegou.

Desde o início da pandemia, Sul de Minas conta com uma média diária de 228 casos, enquanto Manaus apresenta 331 casos. Os estudos também associam a imunidade da população de Manaus, ter diminuído mais cedo, devido ao contágio ter ocorrido de modo mais concentrado, a duração da circulação do vírus contribuiu para a explosão nos números de casos e mortes, pela falta de planejamento, situação que o Sul de Minas, felizmente não apresenta.

Manaus contabiliza 4,5% da população como casos confirmados e o Sul de Minas 2,4%. O Sul de Minas, têm maior proporção de indivíduos suscetíveis do que Manaus, disponibilizando maior população potencialmente sujeita à infecção.

Se o contágio não for fortemente freado há risco de um novo platô maior do que o platô anterior, as mutações do vírus tem sido avaliadas como mais transmissíveis, aumentando o potencial de transmissão e a quantidade de cobertura vacinal necessária para se chegar à proteção coletiva, gerando uma falta de leitos e causando impacto na mortalidade pela doença e significando atraso no atendimento de outras demandas como procedimentos diagnósticos, terapêuticos e cirúrgicos necessários por outras causas.

Os números apontados na pesquisa também impressionam; até o dia (18/01), as regionais de saúde de Alfenas, Passos, Pouso Alegre e Varginha, em termos de média móvel de casos, houve respectivamente um crescimento que varia de 91% a 164%. As mortes também tiveram um aumento que também varia de 30% a 100%. O aumento da média móvel de internações foi de variou de 26% a 110%.

Situação nos municípios sede de campus da UNIFAL-MG.

Dentre os municípios com campus da universidade, considerando os 154 municípios da macrorregião sul de saúde de MG, é possível comparar a situação. Alfenas ocupa a 12ª posição em incidência acumulada (4,0%), Varginha a 38ª posição (3,0%) e Poços de Caldas a 77ª (2,0%). Em letalidade, Poços de Caldas ocupa a 44ª (3,0%), Alfenas a 67ª (2,1%) e Varginha a 91ª posição (1,6%). Pelo número de mortes por habitante, Alfenas está na 20ª posição (84 mortes por 100.000 habitantes), Poços de Caldas na 43ª (59 mortes por 100.000 habitantes) e Varginha na 68ª (43 mortes por 100.000 habitantes). Varginha é a melhor em menor letalidade e número de mortes por habitante.

 

Fonte: Minas Acontece
Faça seu comentário usando o Facebook

One thought on “Estudo aponta que Alfenas foi a cidade do Sul de Minas mais atingida pela pandemia da Covid-19

Comments are closed.