Ex-funcionários de usina recebem indenização após 24 anos de espera

Compartilhar

Pelo menos 380 ex-funcionários de empresa entraram com ação por conta de direitos trabalhistas que não foram pagos.

Mais de 380 ex-funcionários da usina de açúcar do Distrito de Areadinópolis, em Campo do Meio (MG), vão ser indenizados. Foram 24 anos de espera desde que eles entraram na Justiça pedindo o pagamento de direitos trabalhistas que não foram quitados pela companhia, que está desativada há mais de dez anos.

O aposentado João Antônio de Oliveira trabalhou por 32 anos na empresa e conta que saiu sem receber o 13º salário e as férias. Ele conta que com tanta espera, nem esperava mais receber os valores retroativos. “Eu não acreditava muito não. Se eu recebesse, bem. Se não recebesse, deixava quieto”, diz.

O pai da Maria Antônia Almeida entrou com uma ação, mas morreu sem receber a indenização. “O sonho dele era receber e pegar esse dinheiro. Ele acabou falecendo com esse sonho”, lembra a filha.
Os funcionários entraram com a ação na Justiça em 1993, e depois de tanta espera a Justiça decidiu que a usina deveria pagar os direitos trabalhistas para os ex-empregados. Ao todo, só com verbas indenizatórias, a usina vai gastar mais de R$ 4,5 milhões.

A usina funcionou de 1916 a 2006 e após a falência, trabalhadores do movimento sem terra ocuparam parte das terras. Segundo Jovani de Souza, consultor da empresa, para pagar os funcionários, foi preciso fazer uma parceira com um empresário do setor de café. “Nós entramos com a terra e o investidor entrou com dinheiro. E com essa união perfeita, de capital e produção, nós automaticamente resolvemos a questão do débito. Não só trabalhista, como de outros débitos também”, conta.

O consultor explica ainda que o resultado da ação demorou por conta da quantidade de recursos na justiça. “A união federal entrou com alguns embargos contra esse montante que estava lá. Mas felizmente a empresa, juntamente com os advogados dos reclamantes, conseguiram êxito e colocamos fim nessa história”, explica.

O presidente da Câmara Municipal de Campo do Meio, Jean Vitor de Oliveira, diz que os vereadores estão ajudando a orientar as pessoas que ganharam a ação, mas que ainda não sabem da decisão judicial.
“É só nos procurar que a gente vai passar o número dos advogados para saber qual é o valor certo”, explica.

Advogados explicam que empresa conseguiu dinheiro das indenizações com a venda das terras na região (Foto: Reprodução / EPTV)
Via G1/Suldeminas
Faça seu comentário usando o Facebook

One thought on “Ex-funcionários de usina recebem indenização após 24 anos de espera

  1. What i don’t understood is actually how you’re now not really a lot more smartly-favored than you may be right now. You are very intelligent. You recognize thus considerably when it comes to this subject, made me personally consider it from so many numerous angles. Its like men and women don’t seem to be involved except it’s one thing to do with Lady gaga! Your individual stuffs nice. At all times deal with it up!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.