Falta de respiradores nos hospitais preocupam pneumologista, por causa do coronavírus

Compartilhar

Com o aumento de casos do novo coronavírus, no Brasil, o que é mais preocupante, são os números de ventiladores (respiradores artificiais) que existem nos hospitais brasileiros.

Segundo o médico pneumologista Luiz Fernando Ferreira Pereira, apesar a insuficiência de leitos do Serviço Único de Saúde no país, a falta de respiradores será uma grande impacto para os pacientes em estado grave por causa do coronavírus.

Os ventiladores, são usados para pacientes em estados graves, ou seja, pessoas entubadas, ou em risco de morte. Esses respiradores ajudam o corpo a levar oxigênio e eliminar o gás carbônico do organismo. Já que ainda não existe um medicamento especifico para combater o coronavírus, a melhor opção para os casos mais graves é o uso de respiradores e de medicamentos que prolongue a vida dos pacientes para um tempo maior de recuperação, segundo Luiz.

A secretária de Saúde de Minas Gerais, informa que de acordo com o Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde que são usados pelo SUS em  Minas Gerais 2.934 respiradores e que Minas conta com 2.795 leitos de UTI, onde poderão ser usado para atendimentos graves pela infecção do coronavírus, podendo adquirir outros leitos na rede privada e habilitar novos, em caso de necessidade.

Ainda, a Secretária declara que está vendo novas possibilidades para mais abertura de leitos no municípios, com parceria do Ministério da Saúde e disse que sobre a situação envolvendo o Covid-19 estão sendo estudados todos os aspectos para o combate da doença.

Faça seu comentário usando o Facebook

One thought on “Falta de respiradores nos hospitais preocupam pneumologista, por causa do coronavírus

Comments are closed.