Faltam regras claras para volta às aulas, alegam sindicatos de professores de MG

Compartilhar

As entidades representativas dos professores são unânimes na contestação da decisão de retomada das aulas. Entre as muitas dúvidas, a principal é sobre o protocolo a ser seguido pelo governo estadual para a reabertura das escolas.

“O governo vai apresentar o protocolo depois de anunciar a retomada? Isso deveria ser a primeira coisa a ser apresentada”, avalia Valéria Morato, presidente do Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro-MG).

Uma versão do protocolo, criada junto ao Conselho Estadual de Educação, foi publicada na semana passada, mas o governo não oficializou que esta seria a proposta definitiva do Executivo. “O governo está dizendo quando, mas não diz como. Quem vai se responsabilizar pelos alunos que se contaminarem? E pelos profissionais de educação?”, contesta a representante.

Fonte: O Tempo
Faça seu comentário usando o Facebook