Funed bate recorde de entregas de vacinas contra meningite C

Compartilhar

Entre as metas alcançadas em 2019, estão a produção de medicamentos e vacinas para o SUS e a realização de exames e análises laboratoriais

Fundação Ezequiel Dias (Funed) encerrou 2019 cumprindo importantes resultados, com impactos significativos em toda a sociedade brasileira. A instituição, que completou 112 anos, é atualmente o único laboratório farmacêutico oficial do país responsável por produzir e entregar a vacina contra meningite C, em atendimento às demandas estabelecidas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. Somente no ano passado, foram entregues 15,4 milhões de doses da imunização.

Esse número ultrapassou a maior entrega já efetuada até então, de 13 milhões de doses em 2018. Para 2020, foi acordado com o Ministério da Saúde um incremento de 3 milhões de doses, correspondentes a um aditivo de 20% no montante global de fornecimento, com entregas programadas até abril.

Receita obtida e metas 2020

Em 2019, as receitas diretamente arrecadadas com recursos próprios superaram a cifra de R$ 596 milhões. Essa foi a maior receita obtida pela Funed na série histórica dos últimos 15 anos, segundo o presidente da instituição, Maurício Abreu Santos. “Esse resultado nos permitiu encerrar o ano com os pagamentos em dia de todos os nossos fornecedores. Foi também uma grande oportunidade de mostrar à sociedade, de maneira geral, quem somos e do que somos capazes, mesmo diante das adversidades”, destaca.

Em 2020, a fundação pretende dar continuidade às ações de suas três áreas de atuação, sendo elas: desenvolvimento e produção de medicamentos para o SUS, vigilância em saúde e inovação científica e tecnológica.

Medicamentos e insumos

A Funed é o único laboratório na América Latina responsável pela produção e entrega da Talidomida 100 mg ao Ministério da Saúde. Esse medicamento é usado no tratamento da hanseníase e possui alto potencial para tratamento de outras doenças, como o câncer. A produção teve início em 1973 e, em 2019, foram entregues mais de 7,6 milhões de unidades. Com isso, a fundação conseguiu realizar entregas pendentes de contratos anteriores, assim como atender na íntegra o contrato para 2019.

No ano passado também foi assinado contrato com o governo federal para fornecimento de mais de 5,6 milhões de comprimidos do Entecavir 0,5 mg. O medicamento é utilizado para tratamento, pelo SUS, de pacientes portadores de hepatite viral crônica B e foi totalmente elaborado nos laboratórios de Desenvolvimento de Medicamentos Farmacotécnicos e Biotecnológicos da Funed. As entregas serão feitas em 2020.

A instituição ainda retomou, em 2019, a produção de lotes piloto do comprimido Captopril 25 mg, cuja amostra foi encaminhada para estudo de equivalência farmacêutica e bioequivalência. Esse medicamento é atualmente utilizado para tratamento de hipertensão arterial e a intenção é reintegrá-lo ao portfólio de produtos estratégicos e de relevância social. Também foi concluída a reforma estrutural na atual planta de produção de soros heterólogos hiperimunes para uso humano. A produção recomeçará neste ano.

Análises e exames

Outro ponto de destaque é a realização de análises e exames laboratoriais de interesse da saúde pública do país. Essas avaliações envolvem produtos monitorados pela vigilância sanitária, como água de hemodiálise, cosméticos, medicamentos, águas em geral e alimentos, além de exames de casos de surtos de doenças em todo o estado de Minas Gerais, tais como dengue, zika, H1N1, tuberculose, meningite, leishmaniose, entre outras.

Todo esse trabalho é desenvolvido por uma rede de unidades integrantes do Laboratório Central de Saúde Pública de Minas Gerais (Lacen/MG), da Funed, que utiliza metodologias e equipamentos de última geração. No ano de 2019, essa rede fez mais de 810 mil análises e exames.

Pesquisa e Desenvolvimento

Outra área de importância da Funed é a de Pesquisa e Desenvolvimento. A instituição é referência na pesquisa científica a partir de venenos de serpentes, aranhas, escorpiões e abelhas. Em 2019, mais de 400 artigos científicos foram publicados e mais uma patente foi depositada. Atualmente, a fundação possui 34 patentes nacionais, nove internacionais e dois licenciamentos de tecnologia para empresas.

Com o objetivo de disseminar o conhecimento científico, a Funed realizou 24 exposições itinerantes no programa “Ciência em Movimento”, em 17 municípios mineiros. Mais de 20 mil pessoas foram diretamente beneficiadas. Para ampliar ainda mais a divulgação e a popularização da ciência, a fundação implantou o programa “Funed na Escola”, que leva palestras e oficinas criativas sobre temas como animais peçonhentos, nutrição saudável, reciclagem, universo das células, dengue e febre amarela. Desde o início, 1.551 alunos foram atendidos.

 

Via Agência Minas
Faça seu comentário usando o Facebook