Onda Sul FM

Furnas alerta sobre riscos de queimadas próximos as linhas de transmissão

Devido ao tempo instável e a chegada do período das secas, a região central do Brasil fica mais vulnerável aos focos de incêndio. Sendo assim, Furnas alerta para as consequências do impacto do fogo nas linhas e torres de transmissão, o que pode comprometer o abastecimento de energia de cidades e regiões.

Só em junho deste ano, mais de 75 mil queimadas foram registradas em todo o país. Ainda referente ao mês de junho, Mato Grosso foi o Estado com maior incidência de queimadas, com quase 30 mil focos de incêncidos, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Já Minas Gerais e Goiás tem cerca de três mil cada um. O sistema de transmissão de Furnas passa por esses Estados , onde também estão localizadas usinas e subestações.

Foto: Reprodução/Folha da Manhã

Os incêndios são uma das maiores causas de interrupções não programadas no fornecimento de energia. A poeira e fuligem causadas decorrentes do fogo são responsáveis por causar curto-circuito nas linhas, o calor pode danificar as estruturas, os cabos e outros componentes.

Uma parte dos incêndios próximos às linhas e torres de transmissão tem origem em queimadas provocadas por agricultores. Cigarros jogados na mata e queda de balões também são causas frequentes. A partir da conscientização da sociedade, essas causas podem ser evitadas.
Por fim, além de realizar campanhas educacionais nas regiões onde possui empreendimentos, Furnas coloca à disposição um canal direto de comunicação, que recebe denúncias sobre queimadas pelo telefone 0800 025 25 55. A ligação é gratuita
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA