Gafanhoto-gigante, três vezes maior, faz Argentina decretar alerta

Compartilhar

Após sofrer com grandes nuvens de gafanhotos há alguns meses, a Argentina decretou, por meio do Serviço de Sanidade e Qualidade Agroalimentar (Senasa), um novo alerta fitossanitário nessa quarta-feira (19), devido à incidência de uma nova espécie do inseto que circula no país – que é três vezes maior do que as que normalmente habitam as lavouras locais.

O gafanhoto “Tropidacris collaris”, como é conhecido no meio científico, ou “turuca quebrachera”, no vocábulo popular, pode ameaçar as plantações na Argentina, ao menos, até 31 de março de 2021, data final do alerta emitido pelo órgão. Medidas que visam redução do impacto da praga serão discutidas e implementadas junto aos produtores rurais argentinos.

O órgão afirma que os gafanhotos “gigantes” comem “muito” e se alimentam “de quase todas as plantas, incluindo plantações, pastagens e flora nativa” e que, por isso, podem “afetar a atividade agropecuária de forma direta e a pecuária de forma indireta”.

Os insetos estão se aproximando das províncias de Santa Fé, Entre Rios, San Luis e de Pergamino, próximo a Buenos Aires, afirma a Senasa, e causaram danos em lavouras de soja, milho, algodão e sorgo no país.

Fonte: O Tempo
Faça seu comentário usando o Facebook