Geração de empregos segue estagnada nas microempresas, revela pesquisa

Compartilhar

Em 2019, o número de vagas abertas foi maior do que em 2018, mas saldo indica estabilidade do emprego nas pequenas empresas

Pesquisa encomendada pelo Sindicato da Micro e Pequena Indústria, de São Paulo (SIMPI), revela que a taxa de emprego está paralisada entre os pequenos empreendedores.
O índice que mede o saldo de contratações nas microempresas se manteve estável, entre os anos de 2018 e 2019.

De acordo com especialistas ouvidos pelo site do jornal Folha de São Paulo, as medidas impostas pelo governo federal, como forma de alavancar a economia, ainda não foram capazes de influenciar a abertura de novas vagas de trabalho nas microempresas.

A pesquisa ainda avaliou o otimismo dos empresários, que para 54% dos entrevistados, a economia do país deve melhorar este ano. De acordo com o SEBRAE, a criação de empregos formais nas pequenas empresas superou 861 mil novos postos, em 2019.  O saldo, de acordo com o SEBRAE, é maior que o registrado no ano anterior.
 

Via Agência do Rádio
Faça seu comentário usando o Facebook