Governo anuncia suspensão do reajuste de medicamentos por 60 dias

Compartilhar

Em publicação na tarde desta terça-feira, no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a suspensão do reajuste de preço de todos os medicamentos por 60 dias. A medida foi tomada em decorrência da crise causada pela expansão dos casos de coronavírus (covid-19) no Brasil.

O presidente destacou que a medida foi tomada “em comum acordo com a indústria farmacêutica”

O Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos (Sindusfarma), com 425 associados entre empresas nacionais e multinacionais, informou não ter sido consultado. A Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Nacionais (Alanac), que representa 53 laboratórios nacionais, informou que fez a Bolsonaro a sugestão do adiamento (leia mais abaixo).

O reajuste seria de cerca de 4%, segundo a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, e deveria entrar em vigor nesta quarta-feira (1º).

Havia uma cogitação de que o adiamento valesse somente para medicamentos relacionados ao tratamento do coronavírus, mas Bolsonaro afirmou que valerá para todos.

“Em comum acordo com a indústria farmacêutica decidimos adiar, por 60 dias, o reajuste de todos os medicamentos no Brasil”, escreveu o presidente.

Durante entrevista coletiva com ministros na tarde desta terça (31) no Palácio do Planalto, o ministro Walter Souza Braga Neto, da Casa Civil, reafirmou o anúncio feito pelo presidente.

 

Fonte: G1

Faça seu comentário usando o Facebook