Governo busca soluções tecnológicas para diminuir evasão escolar

Compartilhar

Startups com soluções tecnológicas para identificar e impedir a evasão de alunos do ensino médio em Minas Gerais têm até o dia 31 de agosto para se inscreverem no Global EdTech Startup Awards (GESAwards).

Considerado a maior competição de startups de EdTech do mundo, o programa selecionou a problemática da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), por meio do Programa Hub MG, e da Secretaria de Estado de Educação (SEE), e a colocou como um desafio mundial.

O desafio foi lançado em abril deste ano e ganhou força com a covid-19. Os impactos da pandemia na educação mundial trouxeram ainda mais urgência para a pauta de evasão escolar. Dados GESAwards apontam que, em 2018, 82 mil alunos abandonaram a escola em Minas Gerais, sendo 75% destes do ensino médio.

“Para superar isso, estamos acolhendo soluções que abordem a identificação de causas de abandono escolar em um nível individual; que aumentem a previsibilidade do abandono; e proponham abordagens e ações inovadoras para reduzir as taxas de abandono”, explica o diretor de Fomento ao Ecossistema de Inovação da Sede, Pedro Vaz.

Imersão

A solução vencedora será acompanhada pelo Hub MG, MindCET e receberá um prêmio em dinheiro de até U$ 100 mil. O valor será aportado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para testar sua solução junto ao Governo de Minas, além de ter exposição global no ecossistema EdTech, realizar conexões com o ecossistema de inovação mineiro, desenvolver seus negócios e participar do programa de aceleração que acontecerá em Israel, na etapa subsequente do programa.

Além da temática School Dropouts, proposta pelo Governo de Minas, startups de todo o mundo podem se inscrever em outros desafios como That’s Geography, Let’s Talk Data, R&D Innovatin, Learn & Connect e Human-Machine Pedagogy.

As cinco startups finalistas no desafio School Dropouts terão a oportunidade de fazer uma imersão no Brasil, se aprofundar no sistema público de ensino de Minas Gerais, além de apresentar suas soluções para os gestores públicos. A ideia que tiver maior aderência e probabilidade de mitigar a evasão escolar receberá o prêmio.

“O Hub MG, além de apoiar a conexão de médias e grandes empresas mineiras com soluções tecnológicas ao redor do mundo, conecta desafios do setor público com startups e pesquisas científicas. Esta é uma importante iniciativa para o Governo e uma grande oportunidade para o ecossistema de startups de Minas. As EdTechs (startups de educação) correspondem ao segundo maior setor desse segmento no estado, de acordo com o Cadastro do Ecossistema de Inovação realizado pelo Sistema Mineiro de Inovação (Simi)”, afirma Pedro Vaz.

Essa iniciativa é uma parceria da Sede (Hub MG), SEE, BID, Fundação Lemann, Imaginable Futures.

Hub MG

O Hub MG é um programa de inovação aberta que apoia o setor público e as médias e grandes empresas mineiras a se manterem inovadoras, conectando desafios relevantes a soluções tecnológicas ao redor do mundo, por meio do Ciclo de Inovação Aberta.

O Ciclo de Inovação Aberta do Hub MG tem duração média de 5 meses e as seguintes etapas: a definição e aprofundamento do desafio levantado pela organização, a prospecção e avaliação de soluções tecnológicas ao redor do mundo que sejam capazes de mitigar o desafio apresentado, a conexão das soluções mais aderentes à organização, a realização de testes pagos da organização para a solução tecnológica e o acompanhamento dos testes realizados.

O Hub MG já atendeu a 30 organizações no Ciclo de Inovação Aberta com a realização de 33 testes de soluções tecnológicas.

Fonte: Agência Minas
Faça seu comentário usando o Facebook