Carmelitanos participam de exposição coletiva virtual em Webinar da UFU

Compartilhar

Os carmelitanos Renato Soares e Fábio Martins estão juntos na Exposição Coletiva Virtual Espaço Virtual En[raizamento] da/ na imagem, que teve início na última terça-feira, 13, e segue até o dia 11 de novembro.

O evento é uma parceria entre EVE.art-Espaço Virtual Expositivo e Núcleo de Pesquisa em Pintura e Ensino do Departamento de Artes da Universidade Federal de Urbelândia, que reúne alguns de seus artista pesquisadores vinculado à linha de pesquisa “Pintura e Interface com outras Linguagens” a artistas convidados, formando um conjunto de dez expositores cujas produções se nutrem nas expressões da cultura brasileira. A exposição pode ser acompanhada em @eve.art.br e http://eve-art-br.blogsport.com.

A curadoria é do carmelitano Fábio Martins e também de Sérgio Rodrigues, e, o catálogo do evento ganhou capa do também carmelitano e expositor Renato Soares.

Os expositores pesquisadores são: Alexandre França, Aninha Duarte, Elsieni Coelho, Fábio Martins, Flaviane Malaquias, Karina Sousa, Sérgio Rodrigue. Os convidados foram, André Reis, Renato Soares e Wigder Frota.

De acordo com Fábio Martins, a Cultura, compreendida como a grande raiz que dá sustentação às identidades de um povo, atravessa no Brasil um contexto de enfraquecimento político cujo marco emblemático foi a dissolução do Ministério da Cultura em 2019. Desde então a área acumula sucessivos vilipêndios, em um processo atroz de podas indevidamente programadas cujo objetivo é o aniquilamento da Cultura que, em relação simbiótica com a Democracia, terá por consequência o aniquilamento desta. Faz-se mister que ações pró-cultura sejam disseminadas como pólen ao vento, como sementes que abrigam em si a potência do renascimento, se alastrem mesmo que em solo arenoso, e compreendemos que essa exposição assume esse caráter.

“As pesquisas individuais apresentadas se vinculam entre si como rizomas nessa grande estrutura que nos constitui, ressaltando s enraizamentos da imagem fotográfica na (s) cultura(s). O conjunto apresenta diferentes prismas indenitários, que vão desde a expressão étnico-cultural brasileira mais autóctone – a cultura indígena – , até as manifestações originárias de outras matrizes, como a religiosa cristã e afro-brasileira, que em diferentes níveis de sincretismo permeiam a dimensão do sagrado e alcançam as expressões festivo-profano-populares, que enraizadas na cultura, ressignificam e suas visualidades na encenação de narrativas que reforçam nosso vínculo ancestral, e desencadeiam na geração de novos produtos culturais. Os momentos/recordes registrados pelas lentes trazem a essência dos contexto de cultura investigados, e evidenciam percepções/ olhares de verve pictórica: seja no cromatismo ou nos contrastes entre luz e sombra, nas sobreposições de planos, a nas transparências e nas opacidades, ou mesmo na estrutura compositiva, temos a presença do enraizamento da fotográfica na pintura, o que mobiliza enquanto investigadores da linguagem plástico-visual” .

A exposição é composta pelas imagens do artistas Renato Soares [Ameríndios do Brasil]; Fábio Martins [bastiões]; Karina Sousa [Folias de reis]; Elsieni Coelho [Empoderamento pela Cura]; Aninha Duarte [Ex votos]; Flaviane Malaquias [Fé em Movimento]; André Reis [Cores e Sons da Fé]; Alexandre França [Coleção Congadeiros]; Sérgio Rodrigues [a Carvalesca]; Cenogra e Wigder Frota [Escola de Samba].

A exposição virtual “En[raizamentos] da / na imagem” está online no instagram (www.instagram.com/eve.art.br) e no blog (http://eve-art-br.blogspot.com) e o O catálogo também está disponível no link: https://drive.google.com/file/d/1g2ZUaHZPJBaDY71OEUCPPNcy-82eZDtR/view?usp=drivesdk

Fonte: Folha da Manhã
Faça seu comentário usando o Facebook